3, 2, 1… Valendo!

ter

amuletos.

Chegou fevereiro. Então, ao contrário dos outros anos, podemos dizer que o ano começou. Carnaval só cai no dia 8 de março e está longe pra cacete, portanto acho que já dá pra dizer que 2011, ano do Coelho, vem correndo e começa um mês antes dessa festa nacional que divide opiniões.

Pra ligar a cabeça e parar de achar que 2009 foi ano passado, é bom escrever o ano num talão inteiro de cheques para não errar, fazer aquela limpeza no guarda-roupa, aproveitar as promoções-símbolo do verão e até procurar um guruzinho místico se teu sexto sentido diz que quer.

Eu, por exemplo, estou considerando essa ajudazinha etérea, porque simplesmente tem horas que não, não está tudo dentro de você. Procure nos outros e também não estará; vá na terapia e não encontre.

Logo, por mais balela que seja, ouvir algo de razoável numa mesa de tarô pode introjetar em você uma esperança que não brota sozinha, uma fé do tipo religiosa que as coisas vão acontecer, porque o destino (?) quer assim, amém.

É isso que vou fazer. Mapa astral, tarô, uma tarde no cabeleireiro. Pra mim tudo isso é místico, pra mim tudo dá força – e ao mesmo tempo, nada disso vai resolver meus problemas, mas vai ser a vodka que ando precisando pra tomar coragem.

Valendo.

.

Comentários via Facebook

6 comentários

  1. Isabelle Ferreira

    Eu terminei 2010 com dúvidas e comecei 2011 com mais dúvidas ainda..haha Como minha ida ao cabeleireiro não mudou muito minha vida (é sério, aquele ânimo q me dá depois de sair do salão não apareceu dessa vez), estou cogitando um banho de sal grosso e ervas e um guru.

    Responder
  2. Tati Lopatiuk

    Eu não curto isso de “o ano começa depois do carnaval”. Começa em primeiro de janeiro, com força! Meu ano de 2011 já começou e tô focadíssima nele. Acho que esqueço fácil, nem lembro de 2010 mais. :)

    Responder
  3. inara

    E olha que até mesmo quem não ache que é balela anda duvidando dessa força interior. Ás vezes esquecemos qual o caminho, não tem jeito. E também cansa parecer super mística-positiva-auto-realizadora o tempo todo.Eu acredito em várias coisinhas, desde o tarô que me dá um ânimo, passando pelo mar que me coloca no eixo até umas visitas em lugares místicos. O importante é recomeçar, é ser um buscador independente do caminho.
    E 2011 tá com cara de 2012, todo mundo só fala nisso.

    Responder
  4. Anne

    Sabe que eu ando consultando o site da Susan Miller de tanto te ver comentar no Twitter? E assim como você também sou de libra e esse mês deve (deveria) ser um dos melhores meses desse ano :s

    Juro que comecei o ano com esperanças de que este será bem melhor do que o ano passado (e ele nem foi bom para mim…). Sou do tipo que quando lê o horóscopo só acredita quando são coisas boas.

    Eu ando com uma vontade doida de “saber” o que o futuro me reserva, mais por necessidade de uma injeção de ânimo…

    Responder
  5. Fernanda

    Olha, há mais ou menos uns 8 meses, fiz uma reportagem enorme sobre oráculos. Fui em tudo que você imagina: cartomante, quiromancia, borra de café, todo misticismo que existe no mundo. E, ao menos que as “gurus”que eu consultei tenham feito previsões a longo, bem longo prazo (e não me avisaram), nada do que elas viram pro meu futuro aconteceu mesmo. Nem Susan Miller tem acertado muito também, haha. Então, apesar de super concordar que às vezes a gente precisa de uma luz na vida, de uma esperança ou visão diferente, acho que o melhor que você pode fazer é a terapia do cabelereiro, ou do shopping. Bem mais garantido, haha :)

    Responder
  6. Fernanda

    Fernanda on 08/02/2011 at 9:48 pm said:

    Olha, há mais ou menos uns 8 meses, fiz uma reportagem enorme sobre oráculos. Fui em tudo que você imagina: cartomante, quiromancia, borra de café, todo misticismo que existe no mundo. E, ao menos que as “gurus”que eu consultei tenham feito previsões a longo, bem longo prazo (e não me avisaram), nada do que elas viram pro meu futuro aconteceu mesmo. Nem Susan Miller tem acertado muito também, haha. Então, apesar de super concordar que às vezes a gente precisa de uma luz na vida, de uma esperança ou visão diferente, acho que o melhor que você pode fazer é a terapia do cabelereiro, ou do shopping. Bem mais garantido, haha :)

    ah, isso com certeza! E a terapia do divã eu já faço, então tô com o pacote fechado! A pena é que torrando dinheiro com a analista eu não posso torrar num dia só no shopping – infelizmente! hauahuaha

    Responder

Deixe seu comentário