Liberte-se dessa música maldita

qua

O ser humano que nunca ficou com uma musiquinha irritante grudada na cabeça que atire a primeira pedra. Aliás, quem nunca ficou com uma música detestável na cabeça? Pois este site é perfeito para você se libertar: Unhear It.

É só acessar e dar o play para esquecer essa danada que parecia inofensiva mas te dominou. A técnica utilizada pelo serviço é simples: te mostar uma música altamente grudenta também. Ou seja, ajuda, mas também pode causar dependência num looping sem fim de músicas.

Espero sinceramente que não aconteça com você.

Comentários via Facebook

6 comentários

  1. Tiago Andrade

    Truque bom para tirar uma música da cabeça é cantar a danada inteira. Nunca falha.

    Responder
  2. Douglas Oliveira

    Muito legal esse site! :D

    Responder
  3. Tati Lopatiuk

    Ih, não uso essas coisas, não! Tenho medo de viciar! aheuheuaheua… Fê, me dá um HALP: não achei o sistema de buscas do blog! Queria achar aquele post da chapinha da Arno, ver quem ganhou e talecoisa.

    beijos!

    Responder
  4. Fernanda

    Tati Lopatiuk on 02/09/2010 at 9:08 am said:

    Ih, não uso essas coisas, não! Tenho medo de viciar! aheuheuaheua… Fê, me dá um HALP: não achei o sistema de buscas do blog! Queria achar aquele post da chapinha da Arno, ver quem ganhou e talecoisa.

    beijos!

    Tatiii a busca ta lá em cima, no topo! hahaha

    Responder
  5. Loli

    nossa muito útil! Infelizmente o truque de cantar a música inteira não funciona pra mim, eu sempre volto do início… já aconteceu mais de uma vez de eu dormir com uma música na cabeça e acordar com a mesma música.. valha-me Deus.

    Responder
  6. Fernanda

    Loli on 02/09/2010 at 10:40 am said:

    nossa muito útil! Infelizmente o truque de cantar a música inteira não funciona pra mim, eu sempre volto do início… já aconteceu mais de uma vez de eu dormir com uma música na cabeça e acordar com a mesma música.. valha-me Deus.

    MENINA! Para de ouviur música com mensagem subliminar! kkkk ;D

    Responder

Deixe seu comentário