Um passeio no mercado – ou como funciona uma ecobag na prática

dom

eu, queijólatra, lotando a ecobag.

Desfilar por aí com uma pequena notável de lona, tecido ou qualquer outro material que não plástico e com a mensagem “I’m not a plastic bag” se tornou estiloso. Famosas da gringa começaram a usar o adereço e antes mesmo de se refletir sobre a causa ou sobre o quão prático isto seria, muita gente já saiu usando.

Felizmente, a economia e o consumo consciente vieram para ficar e as ecobags ganharam versões realmente legais, mas ultrapassaram a modinha levantando a bandeira para uma causa bem maior. Eu mesma tenho uma bem bonita de lona (Andy Warhol inspired!), mas nunca tinha levado a bendita às compras, pois uso-a para carregar coisas variadas e talvez ela seja linda demais para correr o risco de sujar com qualquer coisa vazando.

Sendo assim, topei o desafio da ação “Saco é um Saco” de tentar ir às compras usando apenas uma ecobag. Recebi uma bela sacola do Carrefour, uma graninha e fui fazer o teste hoje à noite. Tentei comprar ingredientes para o jantar e mais algumas coisinhas interessantes, tipo… Sorvete e chocolates. 8)

Eis aqui, então, meu breve relato da experiência, que contou com ajuda especial do namorado, Rafa, que não só fotografou quanto carregou quando a ecobag ficou cheia!

escolhendo um bom espaguete

Chegando no Carrefour, fui direto para os queijos. Não me pergunte porque, mas tenho uma tara especial por eles, e sempre que vou ao mercado atrás de *coisas gostosas* e não de *compra do mês*, meu foco vai para eles. Em todo caso, comecei enchendo a ecobag com um  pouco deles, o que se provou ineficaz mais adiante, quando quis colocar uma coca-cola 2L na sacola e tive que reorganizar tudo.

Fui andando pelos corredores e pegando os ingredientes básicos para o jantarzinho de hoje: fora o parmesão para ralar, coloquei na sacola alguns pacotes de massa Barilla, tomates sem pele em lata, um bom azeite, manjericão e outros temperos, meu amado sorvete Häagen Dazs, uma caixa de chocolates Hershey’s, mais algumas coisas que vocês vão ver no final, e uns sabonetes cheirosos.

Comecei carregando a sacola na mão, e logo percebi que eu estava realizando um procedimento altamente lusitano. Óbvio que começou a pesar e em um determinado momento não deu mais muito certo. Peguei um carrinho e continuei colocando as coisas dentro da ecobag, até mesmo para ver como o espaço ficaria organizado.

Ao chegar no caixa, avisei que não precisaria de sacos plásticos, paguei e coloquei tudo novamente dentro da sacola. O que mais gostei nesta história é que foi extremamente mais rápido do que ficar colocando sacolinhas e mais sacolinhas no carrinho, depois do carrinho para o carro e do carro para o carrinho do meu prédio, até finalmente chegar no apartamento.

Apesar de obviamente uma ecobag não dar conta de uma compra de mês, o procedimento todo fica mais rápido, o que dá mais ânimo para ir às compras mais vezes e assim ter sempre coisas fresquinhas em casa, ao invés de estocar.

a compra!

Para quem ficou curioso, está aí tudo o que eu comprei e a tal da ecobag do Carrefour, que é bem resistente e custa só R$2,90. Infelizmente ela não está à venda em todas as lojas, mas vale a pena comprar caso você a encontre.

Ao final, gostei da experiência e pretendo repetir, mas só para compras ainda menores que esta. Não sei como seria carregar sozinha a sacola com todas essas coisas se eu não estivesse de carro e se meu namorado não tivesse bancado o carregador no estacionamento e no prédio.

Quem for sozinho às compras, vai precisar ter um pouquinho de parcimônia e pegar só o necessário se não quiser uma tendinite, mas vale a pena tentar! 8)

Comentários via Facebook

19 comentários

  1. Tiago Andrade

    Eu nunca tinha parado pra pensar nisso até verificar na prática: as sacolas plásticas não são nada práticas.Rasgam com certa facilidade, as alças machucam as mãos dependendo de quanto peso você carrega por muito tempo e demoram um tempão para descarregar do porta-malas do carro.

    Pras compras do mês, minha sugestão é colocá-las em caixas de papelão – também muito práticas de levar do carro pra casa.

    Responder
  2. Alice Désirée

    Eu não consigo ir ao mercado pra comprar um monte de coisas, então nem de Ecobag eu preciso..hehe..Mas eu tenho uma da C&A bem fofinha..Mas imagino que deve ser difícil pra comprar mais coisas só com uma ecobag…Por isso você deveria levar outras :) Que tal?
    =1

    Responder
  3. Tainara

    Tenho uma ecobag com uma pano bem reforçado, mas com um desenho não muito legal,mas eu encaro ela por uma boa causa de não usar sacolas plásticas. Mas não vejo problema algum nela e olha que eu a carrego a pé até a minha casa,lógico que não faço compras enormes, mas o que me sustenta por uma semana,assim eu até me controlo mais quando a questão é alimentação mais natural. Como a alça da minha é mais comprida a coloco no ombro e lá vamos nós. A minha sugestão,também, é usar caixas de papelão para compras do mês, alguns hipermercados como o Extra até oferecem elas nos caixas.

    Responder
  4. Anne

    Simplesmente AMEI o post! É preciso que batam muito na mesma tecla para ver se as pessoas começam pelo menos a pensar conscientemente nas consequências de seus atos, aparentemente pequenos no cotidiano. Eu e minhas irmãs adotamos as ecobags há um bom tempo, inclusive para compras do mês, dá uma diferença absurda,diminuiu muito os saquinhos em casa, chega uma hora que inevitavelmente precisamos pegar alguns saquinhos senão não tem onde colocar o lixo, mas já diminui bastante.

    Responder
  5. kelly

    é uma boa idéia, além de ser chick! recentemente ganhei uma ecobag em uma visita técnica á usina do grupo Noble!

    Responder
  6. Delma

    oi Fê

    Eu tenho uma Ecobag da Fundação SOS Mata Atlântica, que é hiper resistente e feita de lona de caminhão. Só uso para ir a feira, e com a ajuda do marido, senão, meus ombros não suportariam. Acho que as ecobags devem ser utilizadas em pequenas compras, muita compra, não tem cabimento.
    Beijinhos…e o jantar? Ficou bom??

    Responder
  7. Fernanda

    Delma on 17/05/2010 at 11:53 am said:

    oi Fê

    Eu tenho uma Ecobag da Fundação SOS Mata Atlântica, que é hiper resistente e feita de lona de caminhão. Só uso para ir a feira, e com a ajuda do marido, senão, meus ombros não suportariam. Acho que as ecobags devem ser utilizadas em pequenas compras, muita compra, não tem cabimento.
    Beijinhos…e o jantar? Ficou bom??

    puxa, o jantar ficou ótimo! Fizemos um belo espaguete ao molho sugo, ralamos parmesão na hora e comemos chocolate de sobremesa! hahaha =)

    Responder
  8. Juh

    Sou brasileira e moro em Portugal. Aqui tem diversos supermercados que cobram pelos sacos plásticos e vendem baratinhas as ecobags, justamente pra estimular. Fora isso, em alguns deles, na entrada existem caixas de papelão vazias, dos produtos que eles recebem, à disposição da galera que preferir carregar assim.
    Já acostumei, tenho uma em casa e duas na mala do carro.
    É hábito e depende da gente que as próximas gerações tenham esse costume já.

    Responder
  9. Nayara

    Eu tenho uma ecobag que comprei no hiper bompreço, mas é daquele tecido que eu não sei explicar muito bem, mas que é usado em varias ecobags por aí. Eu sempre faço compras da semana sozinha, porque além de morar perto do supermercado, moro só com meu namorado, então nunca é muita coisa, então essas bolsas quebram um galho gigante. Tenho duas, pra dividir o peso até chegar no apartamento. haha
    Gostei do post! :*

    Responder
  10. Luisa

    eu tenho uma ecobag de um outro supermercado, o Zona Sul, mas eu nunca cheguei a usar mesmo… hmm eu sempre tive a impressao de q ia ficar mt pesado… mas tudo bem, eu nao sou de pegar sacolas, geralmente eu coloco na bolsa solto msm

    ps: e eu acho que fiquei traumatizada uma vez que eu vi uma mulher colocando sacolas de plástico DENTRO de uma ecobag. wtf?

    Responder
  11. Dafne

    Uma das coisas que fez com que essas campanhas não dessem muito certo aqui no Brasil foi a mania do povo fazer compras de mês.
    Lá fora as pessoas costumam fazer compras na semana, de repente ate mais de uma vez na semana. O que fica fácil usar uma eco bag.

    E no caso da ecobag, acho mais apropriado fazer as compras normais com carrinho e depois colocar tudo na ecobag, dispensando as sacolinhas. Dependendo usando ate duas ou três ecobags.

    Beijos

    Responder
  12. PaulaQ

    Tem uma ecobag GIGANTE que ganhamos da Colgate pra quê?Virar porta sacolas DE PLÁSTICO.

    Não dá pra ser mais irônico, mas ok
    …mas eu acho tão tudo!Fica realmente melhor acondicionado, vou começar a encher o saco pra abolir…o saco.haha

    Responder
  13. Lina B.

    Aqui em casa temos algumas ecobags, mas elas só são usadas para ir no hortifruti do bairro… Não que seja ruim nem nada: somos bem cuidadosos quanto a cuidar do meio ambiente e usar poucas sacolas de plástico. É que ninguém para em casa, e quando vamos no mercado compramos de montão. Talvez, com mais ecobags, a gente possa se organizar e mudar um pouco as coisas aqui, né? Algo para se pensar.

    Responder
  14. Mirian Berrocal

    Tô adorando essa moda de consumo consciente! E espero que pegue pra sempre! ahahah! Ótimo post.

    Responder
  15. Miriam Miranda

    Fabrico ecobags super descoladas customizadas com bordados e estampas termotranferíveis ou apenas com mensagens como “Gentileza Gera Gentileza”. Vale a pena conferir no meu blog http://ateliepazamorearte.blogspot.com
    Faça a sua parte, eu estou fazendo a minha!

    Responder
  16. Carolina

    Realmente, é questão de hábito e o maior estímulo, no meu caso, são os supermercados. Moro na Inglaterra e aqui não cobram pelas sacolas, mas elas não ficam ali à disposição. A caixa sempre pergunta se vai precisar. As ecobags são vendidas bem baratas e os mercados te dão pontos extras nos cartões de recompensas se vc não usar sacolas. E quando voce ve todo mundo fazendo o certo, fica até com vergonha de pedir sacola plástica. Falando no peso, acho que pesa bem menos carregar uma sacola que possa apoiar no ombro que um monte de sacolinha no pulso. Eu costumo caminhar bastante do mercado para casa e acho bem mais confortável. Melhor ainda que a ecobag, é ir de mochila para o mercado (para quem tem que andar, como eu). Poe a coca-cola, o leite, os enlatados e tudo que pesa mais na mochila e deixa a ecobag para os items mais leves.

    Responder
  17. sonia

    Sou usuária das ecobags. São ótimas para pequenas compras. Dá pra levar tranquilamente até o carro e se vc estiver usando 2 ou 3 basta levar no carrinho ou pedir para o carregador levar pra vc até o estacionamento. Chegando em casa coloco no carrinho de mercado ou direto no elevador, o que me facilita pois economizo uma descida na garagem para devolver o carrinho. Quanto as compras grandes sou adepta das caixas de papelão, mas infelizmente nem sempre o mercado disponibiliza tais caixas. Esta conscientização ainda vai ser moda: customizadas, coloridas…! Aí a coisa muda.
    Gostei muito deste post. Parabéns!

    Responder
  18. Antonio Fyskatoris

    Fernanda, compartilho da iniciativa. Reciclo meu lixo há uns 5 anos, no começo era uma tarefa chata, trabalhosa mas, com o passar do tempo e perseverança, comprovei os resultado. Hoje, dispenso cerca de 1/3 do lixo de tempos atrás, isso porque não tenho mais feito adubo orgânico, ou seja, 2/3 do que para mim é lixo, vão para reciclagem.E é um hábito que se incorporou à minha dinâmica de ser. Quanto a ecobag, penso ser uma ótima iniciatva, só não sei o quanto de modismo, o quanto de consciência é o que prevalece, o peso de cada uma implica num resultado bem diferente. Me lembro de uma “Patricinha da 3ªIdade”, que foi correndo (quase em desespero, tipo: 2012) e pegou uma de cada modelo (tipo 4 ou 5) das que eram vendidas por uma grande rede. Justificou-se: “preciso levar uma de cada, se não minha filha me mata, todas as coleguinhas dela já tem, só ela não”….Isso me levou a pensar na idéia moda X consciência. Penso que se for uma questão de modismo, tende a ser uma iniciativa fulgáz…Eu me recusei a pagar para qualquer uma das redes e, acima de tudo, fazer propaganda gratuita das mesmas. Acho vergonhoso! Fui a feira livre e comprei três belas “sacolonas” de lona e são estas que uso, não são baratas mas, ajudei a quem precisa, o vendedor-feirante,o artesão, ou a fabriqueta que as produz. Penso que não cai nas exploração e ganância dos grandes empresários, que já faturam muito em suas redes, ex: 1kg de açucar União R$ 2,39 no Carrefour Tucuruvi, contra R$ 1,79 da mesma marca no supermercado O DIA do mesmo bairro ??????? E ainda assim está muito caro! Porém, eventualmente, ainda uso as tais sacolinhas de plástico, e quando vou dispensá-las coloco na reciclagem. Penso que as atitudes devem ser por consciência!Parabéns pela matéria.

    Responder

Deixe seu comentário