Eu não sou uma garota-esmalte.

sex

tá, não exagera.
;

Existem as garotas-esmalte que sentam uma vez por semana na manicure para cuidar de si mesmas. Podem me dizer que manicure só cuida das mãos, mas há quem sente ali por hábito, por vaidade ou até por pura terapia, isso para as que fazem da mulher a sua segunda maior confidente.

Tem também as garotas-esmalte que fazem a mão em casa. Seguem as dicas dos blogs (tem-um-monte), ficam de olho na prateleira da perfumaria do bairro e mandam ver comprando mil vidros por mês, tudo para tentar misturar e conseguir aquela cor linda do último desfile da Chanel.

E ambos os grupos perdem uma horinha do seu tempo (ou menos, para as rápidas), cuidando das unhas. Cuidando de si. Ou alguém mais se importa com o seu esmalte neon ou com sua unha artística de zebra?

Na maior parte dos casos, isso é única, exclusivamente e simplesmente feito para você – ou para as outras fêmeas da comunidade olharem e perguntarem: “que cor é essa?”, principalmente porque os rapazes geralmente não são fãs dessas inventividades à la unha arco-íris e degradê. Apesar de que prefiro a versão egoísta da situação.

Não estou dizendo que não cuido das unhas, ou que isso não é importante. É claro que é – e é até questão de higiene, assim como manter os cabelos limpos. Quer dizer, eles não precisam ser os mais brilhantes e sedosos da estratosfera, mas o básico é esperado (inclusive para os homens).

Talvez eu não entenda essa moda porque nunca tive unhas, que se diga, puxa, que boas! Na época em que minhas amigas davam seus primeiros passos como manicures, eu já dizia que esmalte não ficava no meu dedo. E continua não ficando.

Já fui na manicure da mãe, da vó, da tia e das amigas: nenhuma prestou. Como jogar dinheiro fora ainda está longe das minhas metas de vida, prefiro eu mesma fazer, a não ser quando há algum evento especial.

No dia a dia, eu mesma faço, e sempre que invento de passar alguma corzinha além da base reflito “por que Deus não me dá duas mãos direita agora?”. Porque é lógico que boa parte da habilidade da manicure reside no fato de que ela pode usar a mão direita sempre.

E ó, exibo meu esmalte com bolinha e com orgulho – e quando exibo, porque só lembro das minhas unhas geralmente ao colocar as mãos no volante e pensar “puta merda, esqueci”, fora que refazer 10 dedos a cada três dias é um saco desgraçado. Logo, não tenho a menor ganância por, ou habilidade para ser a trendsetter de esmalte da turma. E, bem, o namorado prefirir minhas unhas só com base também não é o maior estímulo para colecionar vidrinhos em casa.

Em todo caso, talvez até me contrariando, fica aqui registrada a minha admiração pelas garotas esmalte: elas gastam tempo com elas mesmas e podem ser até taxadas de fúteis, mas pouca gente se ama tanto a ponto de fazer mimos para si mesma religiosamente. Afinal, até a depilação não é feita unicamente pra você (e ainda bem, suvaco cabeludo não é modo de vida!).

Comentários via Facebook

19 comentários

  1. Anne

    Ahhh Fernanda, te entendo. Até um tempo não conseguia ficar com esmalte por muito tempo viu, sempre saia, mas com esse negécio de blog de beleza e blá blá acabei me rendendo haha! Mas faço em casa mesmo e tô londe de ter unhas lindas =/ São curtinhas, fracas mas limpinhas haha!

    Responder
  2. Fernanda

    Anne on 26/03/2010 at 9:40 am said:

    Ahhh Fernanda, te entendo. Até um tempo não conseguia ficar com esmalte por muito tempo viu, sempre saia, mas com esse negécio de blog de beleza e blá blá acabei me rendendo haha! Mas faço em casa mesmo e tô londe de ter unhas lindas =/ São curtinhas, fracas mas limpinhas haha!

    as minhas geralmente ficam nesse patamar: curtinhas, limpinhas e com a base, só pra ficar com carinha de tratada. Mas, incrivelmente, estou com as unhas pintadas e num tamanho melhorzinho hoje. é PRATICAMENTE um milagre, mas que deve acabar no meio do final de semana, aposto! 8)

    Responder
  3. Bruna

    Ah Fê, eu sempre fiz as unhas em casa e exatamente por não ter muita coordenação (e prática né, vamos combinar) não usava esmaltes coloridos, só uma base ou um branquinho. Aí ano passado, decidi que ia gastar mais tempo cuidando de mim, me dando ao luxo de ir uma vez por semana na manicure. Fui no salão aqui da esquina mesmo, porque eu poderia ir a pé, e a manicure simpatizou comigo. Eu ODEIO ficar parada, mas agora acostumei com os 40 minutos. Não que eles passem rápido, mas não é torturante. E como eu tenho mania de arrancar as pelinhas se minhas unhas estão por fazer, agora adoro ver elas bem feitinhas. E dura duas semanas quase sempre! =) Sei lá, acho que pra várias pessoas isso de esmalte virou uma mania, e eu nem sei pq justo agora. Parece que criaram o esmalte ano passado. Mas faz bem pro ego, e eu adoro ver as cores novas e as experiências malucas que fazem por aí!

    Beijinhos! ;)

    Responder
  4. Michelle

    Eu não gasto dinheiro com manicure desde meus 13 anos… Tenho uma mega coleção de esmaltes, mas que agora está de lado pois como stou no estágio, não posso ter unhas compridas e nem pintadas de cores extravagantes…

    Antes eu não ligava para ass minhas unhas, mas de uns tempos pra cá, comecei a me importar mais… hehehe!

    Mas unhas com base são bem bonitas também!

    Beijos!

    Responder
  5. Cris Marques

    Hihihi Fê, a cada dia que passa me torno mais uma garota-esmalte, mas não sou fissurada não, compro os vidrinhos que acho legal e pinto as unhas qdo tenho tempo ou a preguiça deixa… Mas tb estou no vlube das pessoas que não conseguem manter esmalte na unha, se pudesse a cada ida a manicure ficava que nem estátua pelos 3 primeiros dias.

    É voltar de lá com a unha toda linda e meio hora depois ‘tacar’ o dedo na gaveta e lá se vai dinheiro e tempo ralo abaixo hihihi Vai ver que até por isso que ando preferindo fazer em casa: esragou, pulo, xingo e vou lá refazer tudo de novo!!!! hihihihi

    =*

    Responder
  6. Loli

    Eu sou gartoa-esmalte “homemade” e faço a unha por outro motivo além da vaidade: DIVERSÃO. Adoooro esse momento de escolher a cor, pintar, ver minhas mãos com uma cor novinha em folha. É bom demais.

    Responder
  7. Anne

    Gostei muito do seu texto, poderia dizer que ele vai contra a correnteza, e isso não é tarefa fácil! Eu sou uma garota-esmalte, durante anos eu tinha o péssimo hábito de roer as unhas até o dia que consegui me livrar. Comecei a cuidar delas e quem passava esmalte era minha irmã, chegou uma hora que precisei aprender a fazer isso sozinha. Não foi fácil, mas é coisa de prática mesmo, não sou nenhuma profissional, mas já melhorei muito, faço as unhas uma vez por semana. Nunca estou sem esmalte, confesso que gostaria de ter uma folga, dá trabalho, entretanto faço isso porque acho minhas unhas feias, gosto delas quando estão com esmalte.

    Responder
  8. Andrea

    Eu confesso q tb não sou umagarota esmalte, mas de tanto ver a mulherada postar as unhas pintadinhas, comecei a dar mais atencão para as minhas rs
    Essa foto é exagerada, mas bem comum aq no Japao. Inclusive essa foto desse ser de alguma Japa rs
    bjs

    Responder
  9. Amanda

    Até começar a fazer design, as cores preferidas eram preto, branco e vermelho. Hoje em dia, sou apaixonada por muitas outras. Esse fato me ajudou bastante até a passar a cuidar melhor das unhas. Ao contrário de você, nem base eu passava. Cortava e nem lixava. Só tinha que ficar limpinha. hehehe

    Faço as unhas uma vez na semana, sou o tipo menina-esmalte e acabo me divertindo ao colocar cores diferentes, acho que reflete um pouco o humor. É como vestir uma blusa nova.

    Adorei o post.

    Beijinhos!!!

    Responder
  10. Dafne

    Acho que sou uma mistura dos dois tipos de garota-esmalte, pois tento ir a manicure toda semana e vivo comprando as cores que gosto, so pq a mal dita não compra coleções novas.
    Mas adoro ter as unhas feitas e grandinhas, acho que ficam lindas e apesar do namorado não gostar de esmaltes que não sejam clarinhos, eu me jogo neles!
    HAuhUAhUAHuHAuhUAhA…

    Beijos

    Responder
  11. Jullie

    Adoraria ter a habilidade pra fazer unhas bonitas e que durassem, mas toda vez que tento passar o esmalte fica um completo desastre! Vejo meninas que fazem sozinhas e fica lindo – como elas conseguem? Não tenho coordenação motora com a mão esquerda (aliás, talvez com nenhuma das duas) :(

    Não sou uma menina esmalte, mas admiro quem consegue ser! :)

    Responder
  12. Thaís Nascimento

    Eu sou uma garota esmalte x)
    Pinto eu mesma toda semana, pra mim eh uma terapia mesmo.. Coloco musicas legais, sendo no chao e fico pintando e cantando heheh AMO!

    Responder
  13. Thaís Nascimento

    *sento no chao heheh

    Responder
  14. Draupadi

    Amo gente …ainda mais quando pinto as unhas de vermelho … meu graus de miopia não me permitem fazer a unha em casa , então o jeito é apelar pra manicure mesmo … e agora to com a mania de levar meus proprios esmaltes pro salão , assim se acontecer de descacarem antes da proxima ida ao salão eu tenho ele em casa pra poder arrumar rsrsr gasto em do bro né … mas fazer o que … adoro parar na frente do espelho e ver as unhas reluzentes rsrsr …
    http://koisasdekali.blogspot.com

    Responder
  15. Drica Monteiro

    Antes eu ia na manicure, não sabia fazer. Hoje em dia até na hora d epintar é como se eu tivesse “duas mãos direita”…rsrsrs
    Eu mesma faço e pinto…agora geralmente só uso tons de vermelho…de vez em quando que boto uma cor clarinha ou um colorido…
    Só não gosto de unhas enfeitadas demais, acho algumas brega…rsrs
    bjos.

    Responder
  16. Lany

    Concordo com vc amiga, quem se cuida não faz para os outros e sim para sim mesmo, comigo é assim rsss

    bjoooooooooooooooooooos

    Responder
  17. Andreia

    Tem algumas que exageram mesmo. Me pergunto como farão essas garotas a tarefas domestica ou o quer que sjea com umas unhas assim.. o.õ

    Eu tento cuidar das minhas unhas o mais que posso, mas é uma missão impossível. Simplesmente porque elas partem-se todas. xD

    Gostei do blog.

    Responder
  18. Lusinha

    Comecei a cuidar melhor e preocupar-me com as minhas unhas só depois dos 20, mas fazia na manicure e não ligava muito quando elas não estavam cuidadas.
    Hoje, depois de acompanhar blogs de mulherzinha, ficar atenta as cores e chegar com novidades no trabalho e a mulherada perguntar “nossa que cor é essa?” cuido mais das minhas unhas. Eu mesma que faço para economizar dindin.
    Bjitos!

    Responder
  19. Fabiola Lara

    Adorei o post. Eu sou uma garota esmalte e me divirto horrores procurando as cores nos estabelecimentos e pintando minhas próprias unhas! Super coloridas por sinal. Realmente é uma terapia e um tempo de cuidado que dedico exclusivamente a mim, contando que o resto do dia é pensando em ajudar os outros! :)
    Bjuuuuuuuuu
    Fabi
    http://www.fabilara.blogspot.com

    Responder

Deixe seu comentário