100 fatos sobre a Europa – Parte 5

sáb

Tudo o que eu vi, o que você já sabe e o que ainda não te contaram. 100 fatos divididos pelas 9 cidades que visitei e um guia final de viagem para não faltar nadinha!

Esta é a quinta e última parte dos posts que contam tudo sobre a viagem. Se você perdeu as primeiras partes, veja aqui: primeira parte (Lisboa e Madri), segunda parte (Paris e Amsterdam), terceira parte (Berlim e Frankfurt) e quarta parte (Salzburg e Veneza).

.

Segunda-feira sairá o guia de viagem com 10 dicas básicas para viajar pela Europa, que completará meu top 100! Dicas gerais e completas: como fazer a mala, escolher hotel, calcular o dinheiro (e as compras!), decidir quais museus visitar e etc. Tenho certeza que vocês vão gostar (e guardar!).

Agora, vamos à cidade eterna e o último top 10 da viagem. Com vocês, Roma (e o Vaticano)!
(todas as fotos de Roma estão em meu flickr.)
..

Roma

visitei o Coliseu com chuva, o que tornou as fotos muito mais dramáticas, se é que isso é possível.
O próprio ambiente é dramático, tem energia carregada and all that jazz.
.

81. Sobre a fundação de Roma:

Segundo o mito romano, a cidade foi fundada a cerca de 753 a.C.[2]. por Rómulo e Remo, dois irmãos criados por uma loba, que são símbolos da cidade. Desde então, tornou-se  centro da Roma Antiga (Reino de Roma, República Romana, Império Romano) e, mais tarde, dos Estados Pontifícios, Reino de Itália e, por fim, da República Italiana, com a unificação do país em 1871.

É por essas e outras que Roma é considerada a Cidade Eterna: além de ter sido capital de governos poderosos e agregado a si as culturas de diversos outros povos conquistados, ela ainda é guardiã do Vaticano, micropaís-sede da Igreja Católica que, apesar de contar com moeda, policiamento e governo próprios, recebe todo o apoio do governo “romano” e, obviamente, o incentivo turístico.

82. Faça questão de visitar Roma depois de Paris, se você for aos dois lugares. É muito engraçado observar como a capital francesa copiou a italiana em centenas de aspectos da organização urbana e dos monumentos, fontes e praças. Chega a ser engraçado, porque em Roma tudo é obviamente parecido, só que bem mais antigo que em Paris, então só pode ter servido de inspiração. E realmente inspirou Eugène Haussmann, urbanista responsável pela reforma de  Paris em 1840, com o intuito de transformá-la num cartão postal.
.

Roma

Fontana di Trevi (que é gigantesca!), cenário de “La Dolce Vitta” (1960), de Fellini.
Praticamente um poço
a céu aberto de dinheiro de turista querendo amor e boa sorte.
.

83. Se Paris inspirou-se em Roma e tem um número absurdo de pontos turísticos , Roma tem ainda mais. Só para ver todas as fontes da cidade, você vai perder umas boas horas rodando, e se quiser fotografá-las de dia e de noite, para ver as iluminações belíssimas, vai demorar mais ainda. São castelos, museus, ruínas, estátuas, fontes, pracinhas e todo um infinito de coisas pra ver. Passamos 4 dias em Roma e certamente vimos muito pouco, portanto eu recomendaria dispender um bom tempo para visitar a capital honorária do velho mundo.

84. Apesar das “ruínas principais”, como o Coliseu e o Senado romano, ficarem localizados em regiões mais centrais da cidade, Roma tem ruínas espalhadas por todos os lados (inclusive do lado do meu hotel tinha uma!), o que  prejudica a  própria ampliação da rede de metrô deles, porque toda vez que iniciam-se escavações são encontrados fósseis e materiais arqueológicos.

Entre todas as cidades que visitei, as que menos usamos o metrô foi Amsterdam, porque ele simplesmente não existe por lá! hehe Já em Roma, o metrô é pequeno (apenas duas linhas, uma norte-sul e outra leste-oeste), porém atende todos os pontos turísticos da cidade e tivemos a sorte de ficar localizadas do ladinho da estação central, que une as duas linhas.

Roma

Praça São Pedro vista do alto do domo da Basílica.  Consegue ver um rio ali?
Sim, é o Tibre, o tal rio que você ouviu falar durante anos na escola.
(agora preciso conhecer o Eufrates! Mesopotâmia rlz!
8))
.

85. Você já sabe (ou poderia saber) que o Vaticano é o menor país do mundo (0,44 km²), que consiste basicamente de uma praça, a Praça São Pedro, e de prédios administrativos e museus; que é a cidade-Estado sede da Igreja Católica; que foi um acerto de contas entre governo italiano unificado e Igreja em forma de “presente territorial” dado por Mussolini ao papa Pio XI, de forma que a igreja tivesse seu próprio espaço e não metesse o bedelho na administração italiana ou romana.

O que você não sabe, *hihihi*, é que os caixas eletrônicos dos bancos do Vaticano são os únicos do mundo em que LATIM é uma das opções de idioma para ler as mensagens do banco durante a transação. Genial! 8)

.

Roma

eu, no pátio dos Museus Vaticanos, com tal objeto artísitico contemporâneo dado de presente ao Papa.
Também atende carinhosamente por “a bola do papa”, segundo informações dadas no local.
.

86. Outra coisa que você também não sabe é que os tais “Museus do Vaticano” são um museu gigante (provavelmente um dos maiores do mundo) que constiturem um conjunto de mais de 1400 salas repletas de obras de artes e relíquias arqueológicas coletadas por papas ao longo da história. Tudo começou com a coleção pessoal de esculturas greco-romanas do Papa Júlio II e foram seguindo com o tempo.

Em função desta vasta coleção de obras de arte antigas, estima-se hoje que o Vaticano sozinho, com seu mísero 0,44km², abrigue  mais mármore do que o resto do mundo inteiro somado, já que todo as as “fontes” de mármore do mundo foram esgotadas bem antes da Idade Média.

Entre outros absurdos, nos museus de lá você verá centenas (sim, centenas) de esculturas e pinturas censuradas. Sabem, folhinhas esculpidas em cima de pênis clássicos e folhinhas pintadas em cima de pênis clássicos? Pois é. Elas não eram assim originalmente e foram alteradas a mando da igreja durante o século XIX. Obviamente que depois de um tempo percebeu-se que, afinal, haviam sido alteradas centenas de obras de arte e o “procedimento de castração” foi encerrado.

Dentro do complexo de salas do museu localiza-se a Capela Sistina, local onde o Papa faz suas orações particulares e organiza reuniões. O teto de Michelangelo é uma das coisas mais lindas que já vi e realmente é inenarrável, principalmente quando para-se para pensar no trabalho que este escultor deve ter tido para desenvolver uma técnica  de pintura específica para o trabalho, que lhe foi imposto sob ameaça de excomunhão caso não  concluído.


Roma

duomo da Basília São Pedro ali em cima – e aqui, nesta outra foto.
.

87. A Basílica São Pedro é imensa. Não existe outra palavra. É imensa, é linda, e abriga diversos altares dentro dela mesma, de forma que várias missas diferentes podem ocorrer ao mesmo tempo. Inclusive, enquanto eu estava lá, havia uma missa sendo realizada e de nada atrapalham os turistas todos, principalmente porque a catedral fica cheinha de guardas mantendo a ordem, fazendo “sh!” e alertando turistas folgados.

Merece um comentário à parte a visita ao Domo da Basílica. Sim, você pode subir por escadarias estreitas e irregulares até o topo da catedral, que tem a altura de um prédio de aproximadamente 35 andares. Lá de cima a sensação é incrível, principalmente depois do esforço feito para chegar (em torno de meia hora subindo escadas mal ventiladas e estreitas), já que não existe nenhum tipo de elevador, ao contrário da Torre Eiffel. Também não existe nenhum prédio na cidade com altura superior à da Basílica, única e simplesmente para não atrapalhar a vista.

(Confesso que me emocionei lá em cima…!)


88. PIZZA (!!): Cortando um pouco essa coisa toda espiritual, vamos falar de gula. Eu quero deixar bem claro pra esses turistas metidos à patriota que a pizza italiana é boa sim, senhor. Quem falar que a pizza de lá é ruim, estará mentindo! Como pode ser ruim uma pizza feita com molhos,  queijos, ervas e azeites da melhor qualidade? Me diz? E como pode ser ruim uma pizza vendida a peso e por metro? 8)

Agora é sério, gente: na Itália você pode comer pizzas individuais, do formato de um prato gigante, ou em pedaços retangulares, cortados e pesados a sua escolha. Comi pizzas de diversos sabores dos dois formatos e me deliciei à beça!

O molho de tomate usado é absurdamente saboroso e realmente a pizza tem menos recheio. Ela não vem “coberta” como a nossa. Porém, a massa é fina, leve e muito crocante e o tomate e o azeite realmente são um caso à parte! Se você tiver oportunidade, experimente uma pizza de prosciutto (presunto cru italiano) com champignon e mussarela. E tome um belo sorvetão de sobremesa, claro!

(a pizza daqui também é boa, gente. Mas a de lá é diferente e boa também. Simples assim. Eu inclusive arrisco dizer que elas só são comparáveis porque têm o mesmo nome.)


Roma

noiva japa “ryca” de estola de pele.
.

89. Os turistas mais excêntricos: de fato, Roma comprovou a teoria de que Itália é o país mais visitado por turistas. Dizem as pesquisas por aí que Paris ganha disparado, mas eu só acredito vendo! Em Roma e Veneza, grupos gigantes de americanos, japoneses, chineses e outros orientais se aglomeravam em museus e pontos turísticos. Enquanto os orientais aproveitam a viagem para fazer coisas absurdas, tipo TIRAR FOTOS DO CASÓRIO EM FRENTE AO COLISEU (!!), os americanos só viajam pra lá porque aparentemente é o único local que eles conseguem encontrar no mapa. Brincadeiras à parte, nós realmente só vimos turistas norte-americanos na Itália.  Juro.

90. Quanto ao idioma: não use o italiano Terra-Nostra-style. Você vai entender o italiano facilmente, mas eles não vão entender picas do que você disser em macarronês. Portanto, só arrisque o buon giorno, o grazie e o per favore, depois continue em inglês. (O inglês deles, alias, é genial. Mega macarrônico também! hehe)

.

ps: procurei não focar demais na história dos lugares, senão eu escreveria um romance aqui e não é esse o objetivo, mas tratando-se de ROMA, algumas coisas são inevitáveis.

ps2: sim, os italianos são maravilhosos. E, vale a pena dizer, os homens são melhores que as mulheres, assim como acontece em Lisboa.

ps3: e o guia sai segunda-feira mesmo, viu? Já está programado o post. 8)

Comentários via Facebook

26 comentários

  1. Leandro Pincini

    Nossa quanta coisa pra visita :\\ E fora de série teus posts, não só por escrever e tal, mas por toda aquela pesquisa que eu não teria nenhuma paciência pra fazer e depois escrever :D

    aaaaaa também, só pra deixar o comentário totalmente fútil…

    deixe teu cabelo parecido com o da foto da fontana de trivi.. provavelmente é o que dá mais trabalho, mas também o que dá melhor resultado..

    bjo =*

    Responder
  2. Fernanda

    Leandro Pincini on 11/07/2009 at 6:54 pm said:

    Nossa quanta coisa pra visita :\\ E fora de série teus posts, não só por escrever e tal, mas por toda aquela pesquisa que eu não teria nenhuma paciência pra fazer e depois escrever :D

    aaaaaa também, só pra deixar o comentário totalmente fútil…

    deixe teu cabelo parecido com o da foto da fontana de trivi.. provavelmente é o que dá mais trabalho, mas também o que dá melhor resultado..

    bjo =*

    hahaha
    muita coisa eu aprendi na própria viagem e lembro decór! rs ;) Fora que a parte histórica, da Itália e tal, eu lembro do colégio. Eu era nerd, fazer o que? hehe

    (e, bem.. esse cabelo é MEU quando não-feito. rs)

    Responder
  3. Guilherme

    putz, lendo seu post deu uma vontade de voltar pra lá e ficar por um bom tempo…

    e vc achou os homens de lá são melhores que as mulheres? hahaha, tá bom… é pq vc foi no inverno. Não sabe o que são as italianas de mini-saia naquelas scooters, sensacional.

    tb gostei mto da pizza de lá, até mais do que do Brasil. O que o povo daqui não entende é que a prioridade deles é a massa e não a cobertura.

    Responder
  4. Leandro Pincini

    É que meio que tipo, eu nunca fui bom com humanas (pra não falar que sempre me fodia eu tirava nota na segunda guerra mundial em história e na parte de literatura em português, e genética em biologia, e só dSHUSHda)

    Mas fala sério, perae para tudo gats, aquele cabelo é “ao natural” e vc se preocupando ainda em arrumar ele? Meu, fala sério!!!

    AAAAAA então casa comigo?!?!?!?! dSHUDHSAUHUDHSAa

    bj

    Responder
  5. moniik

    Fê! adoreiii o post, aliás a série toda, vc contou a viagem de forma tão legal que quem não tinha vontade de visitar esses lugares com certeza ficou, e quem já tinha vontade pirou de vez!huhuahuahuaha
    Tô aguardando ansiosa pelo de segunda!
    Viaja de novo pra gente ver mais posts! kkkk
    bjus

    Responder
  6. Joo

    Oi Fe, na verdade o rio que passa por Roma e’ o TiBre, que por la’ eles chamam de Tevere. Eu fui pra Roma ha’ um tempo atras e tb no inicio do ano, e ficou a maior parte do tempo chovendo, um saco… Mas como vc, tambem dei sorte no dia em que subi no domo, no Vaticano!

    Responder
  7. Ana Cecilia Pereira

    Sempre quis conhecer a Europa, mas depois de ler esse Top 100 (voltei em todos os posts para não perder nada!), a vontade chegou a me surpreender! haha

    Tenho um amigo morando na Irlanda que está sempre viajando pela Europa. Ele me manda fotos e comenta certas coisas, deve ser mesmo uma delícia!

    Fe, parabéns por todo esse jeitinho carinhoso que tem de escrever e nos contar as coisas!
    E espero que você volte para esses lugares que quer ver no verão!

    Beijo!

    Responder
  8. lari

    HAAHAHA até assustei quando abri o reader! ROMA! aiiiii que saudade! MUITA SAUDADE!

    e mais! Essa pessoa que tirou suas fotos na viagem heim? Deveria ser sua fotografa pessoal, valoriza a modelo e o ambiente heim? hasiodjiosdakope

    Beijos fê!

    Responder
  9. Fernanda

    HAUIHASUIDH
    ISSO. TIBRE. tô alterando. 8) HAHAHA

    Responder
  10. Dani Danczuk

    Nossa, fazer uma visita dessas sai de lá sabendo tudo de História né? rs
    Eu sou bem “burra” mesmo em História, sempre fui péssima aluna nessa matéria no colégio. Acredita que eu até gosto de assistir os filmes baseado em História mesmo, aqueles antigos, mas duas horas depois, já não lembro a história dele? Nem assim aprendo história ¬¬

    Responder
  11. Fernanda

    Guilherme on 11/07/2009 at 7:20 pm said:

    putz, lendo seu post deu uma vontade de voltar pra lá e ficar por um bom tempo…

    e vc achou os homens de lá são melhores que as mulheres? hahaha, tá bom… é pq vc foi no inverno. Não sabe o que são as italianas de mini-saia naquelas scooters, sensacional.

    tb gostei mto da pizza de lá, até mais do que do Brasil. O que o povo daqui não entende é que a prioridade deles é a massa e não a cobertura.

    só uma coisa: mini-saia são apenas pernas de fora, não beleza. O fetiche é lindo pra vocês, mas não significa que elas são todas lindas. hehehe

    E mesmo no inverno elas são bem oferecidinhas, de mini saia e meia fina fio 20 (aquela que dá pra ver a perna), todas morrendo de frio. Só que se comparar a quantidade de mulheres bonitas com as de homens, elas perdem, até porque o tipo físico dos italianos é incrível e elas tem aquele corpo meio quadrado.

    Mulher bonita mesmo tá na frança. hehehe 8)
    Lá é todo mundo bonito *___*

    Responder
  12. Dêssa Hanna

    Ahh que perfeito, quanta coisa pra visita, fotos incriveis, eu quero ir tambem, ushdfuhsdafusahfa
    ainda mais agora sabendo tudo sobre a história, se bem que nunca fui uma ‘nerd’ em assuntos de escola, mas amooo história!! :]

    beiijos

    Responder
  13. gi

    Oi, Fê (íntima, kk)! Adoro esses seus posts sobre viagem! Inclusive acho ótimo para comparar com o que eu acchei dos lugares que já visitei também (Paris, Madrid…)! Estou enlouquecida agora para visitar a Itália…

    BJS!

    Responder
  14. gi

    PS: vou enviar esse seu post pra minha mãe pra ver se ela se anima de ir! :D

    Responder
  15. *Lusinha*

    É uma das cidades européias que mais tenho vontade de conhecer.
    Bjitos!

    Responder
  16. lahlah

    amay a série de posts.
    tô querendo mochilar com uns amigos justamente nessa época.
    tipows, vc acha que vale a pena, mesmo com o frio?
    quais as cidades que vc mais recomenda (e os dias necessários p/ cada uma)?
    queríamos passar só 15 dias.

    se pudesse me mandar um email respondendo, seria eternamente grata! ;*

    Responder
  17. Gustavo Ferrante

    Nossa, quanta informação legal, irei para Roma em abril de 2011 e cada vez que procuro informações fico mais empolgado, neste blog encontrei dicas importantíssimas. Muito bom!!!!

    Responder
  18. Sidnei Job

    Fernanda showwwwww de viagem deve ter sido a sua….
    Muitoooo legal todas as dicas, muito obrigado.
    Tudo de bom e que você ganhe muita grana e viaje bastanteeeee

    Responder
  19. Ana Maria

    Hello, adorei seus comentários…está demais! estou planejando ir a Europa com meu marido nas próximas ferias e estava procurando dicas…as suas são bem relevantes e vou usá-las com certeza. Quando eu voltar, vou teclar novamente para enviar algumas fotos e noticias pra vc…Até lá and thanks a lot. kisses
    prof. Ana Maria

    Responder
  20. Katia

    Oi Fernanda! Amei seus posts, estou pesquisando valores e lugres para visatar pela Europa, e lendo as coisas que vc postou, ja tive uma ideia de como me programar. Além do que adorei sua escrita, vc é muito engraçada! kkk
    Adorei! bjinhos

    Responder
  21. louise

    adorei porque tive que fazer um trabalho da europa e ajudoumuito

    Responder
  22. jose euripedes do nascimento

    ola, fernanda adorei seu blog, gost. de uma ajuda, eu e minha esposa e um casal amigos, planejamos ir a europa, maio/junho 2013, e se voce pudesse me ajudar… meu roteiro inicial é, são paulo/roma/napoles pompeia/capri via sorento, roma/atenas/cairo/giza/retorno atenas,vou a santorini/sao paulo, pretendo ficar 6 dias roma/napoles/capri/pompeia. depopis atenas uns 4 dias, e em seguida 3dias no egito/cairo/giza, não sei se tem voou do cairo para santorini-grecia direto, se não tiver passo via atenas, que voce me aconselha, quanto a hoteis, cuidados em geral, somos marinheiros de primeira viaje,e com relação esta crise na europa??? como fica???, grato nascimento

    Responder
  23. jose euripedes do nascimento

    ola. eu de novo, esqueci de me informar, se puder… claro, quanto a entrada na europa, pretendo fazer sao paulo/roma via frankfurt, com estala de 12 horas, posso descer na escala ??? e visitar frankfurt?? e quanto a viaje para o cairo, já que outro continente (africa) posso entrar?? tambem, obrigado…

    Responder
    1. Fernanda Pineda

      jose euripedes do nascimento on 25/05/2012 at 7:04 pm said:

      ola. eu de novo, esqueci de me informar, se puder… claro, quanto a entrada na europa, pretendo fazer sao paulo/roma via frankfurt, com estala de 12 horas, posso descer na escala ??? e visitar frankfurt?? e quanto a viaje para o cairo, já que outro continente (africa) posso entrar?? tambem, obrigado…

      Oi José,

      Não tenho como lhe informar sobre os trajetos fora da Europa e não visitei todas as cidades que você citou. É melhor você procurar uma agência de viagens confiável para te ajudar.

      Responder
  24. Luísa

    Oiee, ameeeei as suas dicas! Mtt boas e úteis obrigadaa!
    Quero fazer uma viagem para curtir a noite, vou passar em salamanca (Espanha) , Paris, Itália e talvez Holanda hehehe
    Obrigadao pelas dicas!
    Ah, o rio Tibre em Roma nao tem nada a ver com o Tigre e o Eufrates da mesopotamia hehe bjocas

    Responder
  25. - Roma hotel

Deixe seu comentário