Sozinha no cinema: “Jean Charles” às 15h.

sex

post longo, diversão garantida. 8)

Eu sempre tive curiosidade de ir ao cinema sozinha. Curiosidade mórbida talvez, mas que não se aplica quando o assunto é comer sozinha. Estou habituada a almoços e cafés “reflexivos” e entretenho-me facilmente assim, inclusive porque uma vez aprendi num livro incrível como se deve comer sozinha com classe.

Não sei se vocês já ouviram falar do Como andar de Salto Alto, mas é praticamente uma bíblia cor-de-rosa para mulheres (jura?!) não fazerem feio nunca, em lugar algum. Traz dicas de todo o tipo, dada pelos mais diferentes figurões, e é provável que você se lembre vagamente desta bibliografia obrigatória porque é lá que Giselinha revelou seus truques modeléticos de como posar pra foto. Rapidamente? projete-o-queixo, coloque-uma-das-pernas-a-frente, abra-bem-os-olhos, não-olhe-de-frente-pra-câmera e, o plus, olhe-sempre-por-baixo. Outras gentes importantes também abriram seu baú por lá, mas são gentes que não vou citar porque o assunto não é esse, mas dica pra foto todo mundo quer.

Só pra fechar o assunto, antes que alguém diga que isso aí é livro de mulherzinha-inha: sim, Camilla Morton, autora do livro, te ensina a andar de salto alto (!), mas também te ensina a apostar no Jockey Club. E te ensina a jogar poker. E, sim, foi com ela e com o livro que  aprendi  a jogar poker de verdade e hoje estou apta  para as jogatinas deste mundão e pronta para tirar até as cuecas de qualquer adversário. Hit me!

O fato é que, numa de suas lições de elegância, Camilla ensina como lidar com diversas situações em que você está solitária, mas “ir ao cinema sozinha” não é uma delas.
.

por R$2,00 e ainda correndo o risco de ser bom? tô lá.

Como eu estava com bloqueio criativo e descobri a sessão promocional das 15h do Cinemark por apenas R$4,00 (valor que dividi pela metade com o uso de minha carteirinha universitária), resolvi partir para um experimento empírico que deveria me render algum tipo de inspiração, já que eu nunca tinha ido sozinha ao cinema antes. E o melhor: se a experiência toda fosse ruim, eu não ia me arrepender tanto, já que não ia doer neste bolso universitário. Mas, a experiência foi boa. Ótima..

Eu sempre imaginei que ir ao cinema sozinha fosse uma das expressões máximas de independência. Mais até do que ir para uma festa ou cair na noite all by yourself, porque, chegando no evento noturno, você vai esquecer até de você mesma, dependendo do nível birita da coisa. No cinema, não.

No cinema você vai se aturar sozinha por uma hora e meia. Ou duas. Ou três. Você não só vai ser “boa companhia pra você mesma”, mas vai ver aqueles casais melosos, adolescentes em grupos e turmas de amigos animadas – atenção para não se deixar levar por este último grupo!

Sim, porque você poderia ver um filme qualquer em casa, sozinha. Você poderia simplesmente aguardar ter uma companhia. Você poderia se esquivar de ser objeto de olhares curiosos. Mas, não! Você resolveu ir porque tá afim. Você resolveu se arrumar e sair de casa porque você quer ver essa p&¨% de filme logo.

Você não quer esperar o DVD. Você não vai aguardar a boa vontade do Telecine. Nem dos seus amigos – ou amigas. Ou talvez, sei lá, talvez você queira um pouco de quality time só pra você. É. Bem provável que você nem queira companhia! Capaz que isso nem seja um problema. Aliás, possível que isso não seja nem uma questão a ser feita: “companhia? Pff! Hoje quero me agradar”.

Aí eu fui, nessas de me agradar. O preço era agradável, como eu já disse, e eu acabei pagando 4 vezes o preço numa pipoca média e numa coca pequena, mas tudo bem: eu não resisto à pipoca no cinema. Nem em cinema cult. É algo que eu simplesmente não dispenso. E, falando nisso, não é ridículo pagar mais caro na coca-cola do que no ingresso? …

A sessão às 15h era de Jean Charles, filme de Henrique Goldman inspirado no caso do brasileiro que foi assassinado por engano no metrô de Londres (leia esta entrevista com o diretor antes da estréia do longa). Logo, o fator “filme brasileiro sério” espantou todos os pré-adolescentes para longe de lá, o que muito agradou esta velha ranzinza que vos fala. Talvez eles estivessem na sala ao lado, vendo o Selton com a Piovanni, em “A Mulher Invisível”.

Selton Mello e Vanessa Giácomo, primos em “Jean Charles”

Em meio a casais de crianças (eles eram crianças, não é possível!), velhinhos e mães com filhos, entrei na sala e sentei na última fila sem dificuldades. Adoro as três últimas fileiras do cinema, e se for a últimona mesmo, melhor ainda!

Tinha pouca gente, talvez umas 30 pessoas, ou nem isso. À minha frente, dois homens sozinhos, os únicos a compartilhar da mesma situação que eu na sala toda. As luzes apagaram e eu mergulhei no meu saco de pipocas e na coca-zero de máquina – é, eu sou o único ser do mundo a a-do-rar refrigerante aguado, eu acho.

A história, cujo final nós 30 sabíamos, é conduzida de forma maestral ao longo dos 90 minutos de filme, recheados com mais um belíssimo trabalho de Selton Mello. Vanessa Giácomo também está ótima, mas eu tenho algum tipo de bloqueio pessoal com ela, portanto foquei no Seltinho. Para quem for assistir, repare também no “primo dele” na história, o Alex.

Os textos desse personagem são sensacionais, exatamente o que muito brasileiro diria. Ele é um retrato, principalmente destes que só são patriotas fora de casa. Mas, melhor que os textos dele, é a ligação que  Jean (Selton) faz para a mãe. 2 minutos sem cortes numa cena dificílima. Vale o filme.

O final conhecido chocou um casal de idosos ao meu lado, que simpatizaram tanto com o personagem-título que não conseguiam acreditar que a história realmente acabava assim. Acabou também a minha experiência e com saldo positivo.

Não cheguei a chorar, mas me emocionei em diversas cenas e fiquei contente de não ter de me censurar nem um pouquinho por não ter ninguém do lado. Não que eu seja do tipo que me censure, mas tudo depende do significado que aquilo tem no estado em que você está. Já me aconteceu aqui em casa, sozinha, de continuar chorando até uma hora depois que acabou. O mais curioso é que eu estava re-vendo o filme.

Mas… Sem lágrimas, saí do cinema contente com mais um filme nacional digno e fui para o carro. Sim, direto para o carro!

… Porque além do filme ter sido bom e de eu ter curtido a experiência a ponto de querer repetí-la toda semana durante as férias, o estacionamento desse shopping é de graça e fica a menos de 3 km de casa. Melhor impossível!
.

Mentira. Melhor seria estar acompanhada de um morenão alto e acolhedor. hehe 8)
.

ps: falei sobre cair na noite sozinha, mas nunca fiz isso. E guardarei como futura inspiração.

.

Comentários via Facebook

41 comentários

  1. Yoh

    Haha, adorei o post mesmo! E fiquei afinzaça de ler o tal guia das mulherzinhas eu touu precisando! xD

    Beijo;**

    Responder
  2. Tati

    Ah, eu adoro ir no cinema sozinha! Sérião mesmo, vou feliz da vida. Adorei o seu post, o modo como você colocou essa coisa de ter que se aturar sozinha durante a sessão do cinema!!! Hahahaha…. Engraçado que eu não acho que sou uma boa compania prá mim mesma, mas no cinema dá certo. :o)

    Responder
  3. Ana

    ir ao cinema sozinha é uma das coisas que mais gosto de fazer. acho uma delícia pegar sessão vazia, escolher o filme que der na telha e passar boas horas se divertindo.

    Responder
  4. Lucindo

    “Mentira. Melhor seria estar acompanhada de um morenão alto e acolhedor. hehe 8)”

    so falta eu ficar alto 8) sahsuaoHSOUAhsouaHSUO

    mas ir ao cinema sozinho não eh ruim não =D

    sempre q eu não acho compania pra ir eu vou solo msm de boa

    Responder
  5. Thais Aux

    Gostei do filme tbm, e não vou mt com a cara da Vanessa desde sempre…

    Eu já fui no cinema sozinha, e não sei se gostei muito não.. faz um tempão… acho que prefiro ir sempre acompanhada!!!! Balada sozinha eu tb já fui e tb não curti. Não rola!

    Bjsss

    Responder
  6. Stella

    Oi Fernanda!
    Sabe aquela coisa de “sempre venho aqui mas nunca comento”?Faço dessa frase a minha..hehehe
    Me impressionei de só agora tu ter tido a coragem de ir ao cinema sozinha.Eu comecei a ir também nas férias só que as de verão e no começo me sentia meio estranha,meio encalhada.Continuei indo e agora eu a-d-o-r-o! Ás vezes até prefiro ir sozinha mesmo!Deu uma viciada!Se quiser chorar choro ali no meu cantihno escuro sem ter que me preocupar o que meu acompanhante está achando.
    Bom… só comentar que ir ao cinema sozinha é muito bom e com a tua crítica sobre o filme me deu mais vontade de ver!
    Beijos

    Responder
  7. Nary

    Ja fui ao cinema sozinha, gostei da experiência. E falando no filme, to louca pra ver, vi o trailler e acho que é filmão, pena que a história seja triste demais :(
    E ah, cair na balada sozinha é muuuito ruim!!! Nunca fui sozinha, mas ja rolou deu ficar sozinha la por ter me perdido das pessoas ou então elas terem se arranjado e eu ter ficado sozinha, pff, pessimo!

    Responder
  8. anie

    Vo fazer isso segunda feira
    rs rs…
    to doida pra ir no cinema mais to sem compania boa =(
    vou tentar criar coragem rs

    Responder
  9. Ana

    Fê (já aprendi que Fernanda você não gosta, né?), gosto bastante do seu blog e até lembrei de você nas últimas vezes que fui para São Paulo e estive perto da Cásper. Acho isso tão engraçado! haha

    Quis comentar aqui porque gostei bastante do assunto do post! Adoro ir ao cinema sozinha! Não por esse clima de independência que é automático a gente pensar, mas porque aprendi a aproveitar todo o meu tempo sozinha. Acho fantástico a gente administrar bem esses momentos de “solidão”. Hoje mesmo falei sobre isso no trabalho.

    Que bom que gostou dessa nova experiência, ainda mais gastando tão pouco num filme que parece ser muito bom!

    Ah, e até fiquei afim de comprar esse livro da Camilla Morton!

    Beijo!

    Responder
  10. Fernanda

    Ana on 03/07/2009 at 11:23 pm said:

    Fê (já aprendi que Fernanda você não gosta, né?), gosto bastante do seu blog e até lembrei de você nas últimas vezes que fui para São Paulo e estive perto da Cásper. Acho isso tão engraçado! haha

    Quis comentar aqui porque gostei bastante do assunto do post! Adoro ir ao cinema sozinha! Não por esse clima de independência que é automático a gente pensar, mas porque aprendi a aproveitar todo o meu tempo sozinha. Acho fantástico a gente administrar bem esses momentos de “solidão”. Hoje mesmo falei sobre isso no trabalho.

    Que bom que gostou dessa nova experiência, ainda mais gastando tão pouco num filme que parece ser muito bom!

    Ah, e até fiquei afim de comprar esse livro da Camilla Morton!

    Beijo!

    Ah, Ana! Vá ver o filme! é realmente ótimo! E o livro também!

    Eu sempre tive curiosidade de ir ao cinema sozinha e tudo mais, mas sei lá porque cargas d’água sempre deixei passar. Hoje fui e simplesmente adorei, fora que te dá aquela liberdade de até sair da sessão se não estiver agradando! hahaha :D

    beijão!

    Responder
  11. mari

    eu nunca me importei de ir ao cinema sozinha!
    aliás, ir ao shopping sozinha é algo que faço frequentemente.
    vejo as lojas tranquilamente, experimento um milhão de roupas, vou ao cinema, bebo quantos cafés sinto vontade… adoro! hehehe
    to louca pra ver esse filme.

    Responder
  12. Sonia

    Fe que delicia ir ao cinema sozinha? eu já estou escolada! Olha é um bom começo: cinema sozinha, teatro sozinha, almoçar sozinha, (jantar sozinha nem tanto,mãããsss…) Depois de tudo isso vc tira de letra: Paris, Frankfourt, San Fco, Boston, Chicaco, N. York SOZINHAAAAAAAAAAAAAAAAAAA… TUDO DE BOM! Isto é uma experiencia – by self – fantástica! o tempo, a vida ensina… aproveite cada fase, cada etapa e todos os momentos (até nos intervalos – claro: coma as pipocas e o refri aguado ou sem gelo – o sabor pode ser mais que especial, é único!

    Responder
  13. André

    Cair na night by yourself? Que ousado! Já pensei nisso numas noites de extremo tédio mas acho que nunca ousaria a tal loucura.

    Mas bom, eu também nunca fui ao cine sozinho. Eu acho q eu n chego nem perto de ter esse nível de independencia. Glad you enjoyed the experience though, haha. E fiquei curioso em relação ao filme.

    beijos

    Responder
  14. Leandro Pincini

    Aí… demorou tanto pra postar que nem deu pra eu ser o primeiro dos comments :\ (poe a mão na testa, puts, to reclamando denovo? dsUDAHUsa)

    aAAaaAAA então, lendo bem devagar, sobre o poker, gostei da idéia, cuecas pro chão.. kkkkkk (:X)

    Sobre o filme eu gosto da vanessinha tadinha dá uma chance pra guria…

    aaaaaaa e o Selton dispensa comentários..

    o fato de vc pagar 2 reias e gastar mais com a pipoca lá dentro.. é incrível, mas vendo por outro lado, quanto vc gasta pra entrar em baladinha? e se não for openbar? hm… no final é aquela mesma história, tá cheio de gente usando máscara pra gripe A mas nada de usar preservativo.. afinal a AIDS nunca tá aí..

    Sobre o fato de ir pro cinema sozinha, fala sério né… não sei se eu aguento, justamente por não assistir o filme sozinho, bloqueio mental que tive quando fui assistir todo mundo em pânico 2 e umas gurias atrás de mim não paravam de gritar enlouquecidamente quando passo aquela exorcista no começo.. porra ngm merece…

    aaaaaaa e se precisar..
    disk morenão : no_do_meu_tel_aqui

    nhdusdauhdsauhdsa

    bj fefe =*

    Responder
  15. Caio Costa

    Fê, geralmente vou ao cinema sozinho. Não que eu seja anti social ou companhia desagradável, mas é pq na maioria das vezes, escolho filmes pouco populares pra assistir e logo cedo, tipo 13 hs de domingo. E tbm nunca compro pipoca, para me concentrar mais na história.
    Mas uma coisa q tbm não tive coragem ainda é ir pra uma festa sozinho, hehehehe.
    Bjs

    Responder
  16. Vivi

    Bom, eu já tinha falado no outro post sobre o fime da Gilmore pra ir ver só.
    Eu AMO ir só ao cinema…desde adolescente (já q agora to chegando nos 30 faz tempo neh..hahaha) que eu vou, e mesmo depois de casada continuei indo, principalmente pra ver filmes que eu acho suuuper e ele nem quer ver.
    Tb faço mil outras coisas só, como vc disse, compras, café, almoço e etc e tal.
    É bom ter uma visão e uma vida própria mesmo dentro de um relacionamento. Acho que assim a gente consegue manter sua personalidade e visão sobre o mundo, e não fica tão dependente do outro. ;)
    bjuz

    Responder
  17. Loo

    eu PREFIRO ir no cinema sozinha, comecei a praticar desde que saia do trabalho as 13 e tinha a tarde inteira livre, ia em todos os cinemas do circuito paulista-augusta-consolação, adoooraaava ver filmes com os velhinhos, vi sozinha closer, brilho eterno, esperava todo mundo sair para ninguém me ver saindo de oculos escuros para esconder o olho quase roxo de tanto chorar, ai saudade ….

    depois de tanto ir, comecei a achar um saco ir com alguém e no final ter que dar opinião sobre o filme, tipo “e ai?” (namorado fez imagem e som, para vcs dessa área deve ser mais fácil ehhehe)

    bj!

    Responder
  18. Bia Almeida

    O primeiro filme que vi sozinha foi Sim Senhor com Jim Carrey. Dei gargalhadas altas e tudo mais.

    Além de ter sido bom ir sozinha (eu estava péssima no dia) o filme é uma auto-ajuda numa tela enorme na sua cara. Enfim saí de lá leve, voltei pra casa andando como o John Travolta em Embalos de Sábado a Noite (fui longe agora! rs), dando oi pra quem não conhecia na rua…

    Foi ótimo, e logo repetirei a dose pra ver Minhas Adoráveis Ex-Namoradas.

    kissus

    Responder
  19. Isabelle

    Eu vou tanto em cinema, teatro e show sozinha que qdo tenho alguém para ir junto eu estranho…hahaha Eu até chamo amigos para me acompanharem, mas detesto a indecisão deles. Então prefiro ir sozinha mesmo.
    Ah, eu tbém prefiro refrigerante de máquina…haha
    Bjs

    Responder
  20. Fernanda

    Isabelle on 04/07/2009 at 2:33 pm said:

    Eu vou tanto em cinema, teatro e show sozinha que qdo tenho alguém para ir junto eu estranho…hahaha Eu até chamo amigos para me acompanharem, mas detesto a indecisão deles. Então prefiro ir sozinha mesmo.
    Ah, eu tbém prefiro refrigerante de máquina…haha
    Bjs

    ufa! não me sinto tão sozinha no mundo! hahaha
    eu não sei porque eu nunca tinha ido ao cinema sozinha, mas agora irei muito mais porque gostei! rs Agora show vai ser outro passo, já que tá no mesmo nivel de “cair na noite”, ao meu ver.. hahaha :D

    Responder
  21. Fernanda

    Bia Almeida on 04/07/2009 at 2:22 pm said:

    O primeiro filme que vi sozinha foi Sim Senhor com Jim Carrey. Dei gargalhadas altas e tudo mais.

    Além de ter sido bom ir sozinha (eu estava péssima no dia) o filme é uma auto-ajuda numa tela enorme na sua cara. Enfim saí de lá leve, voltei pra casa andando como o John Travolta em Embalos de Sábado a Noite (fui longe agora! rs), dando oi pra quem não conhecia na rua…

    Foi ótimo, e logo repetirei a dose pra ver Minhas Adoráveis Ex-Namoradas.

    kissus

    HAHAHA
    John travolta é ótimo! E eu acho que vou voltar em breve, já essa semana! rs Aproveitar as férias, né? :))

    Responder
  22. Fernanda

    Caio Costa on 04/07/2009 at 8:53 am said:

    Fê, geralmente vou ao cinema sozinho. Não que eu seja anti social ou companhia desagradável, mas é pq na maioria das vezes, escolho filmes pouco populares pra assistir e logo cedo, tipo 13 hs de domingo. E tbm nunca compro pipoca, para me concentrar mais na história.
    Mas uma coisa q tbm não tive coragem ainda é ir pra uma festa sozinho, hehehehe.
    Bjs

    hahahaha
    é, é que graças a deus eu tenho amigas com gosto parecido, então sempre vemos esses filmes “difíceis” juntas. Mas com certeza agora eu vou ver muito mais, porque curti a experiência e não fico na dependência de “agendas” baterem.. :D

    Responder
  23. Maria Eduarda

    Oii Fê!
    Eu achei o máximo a sua atitude de ‘querer agradar você mesma’, admiro muito que toma esse tipo de postura, acho autêntico, uma coisa auto-suficiente né? HAHHAHA às vezes nem na piscina do prédio eu vou sozinha por vergonha de pensarem ‘puxa, que solitária’ mais isso não tem nada a ver!
    Tava comentando com a minha mãe sobre isso e ela falou: ‘Iiiixi filha, mamãe ia até pras discotecas sozinha’. Eu falei jura mãe? Ela ‘É, de gole em gole agente vai fazendo amizade com o pessoal’. hahahha muito bom! um dia vou conseguir superar isso e vou apenas me agradar, e não ficar pensando no que os outros vão pensar!
    Mil beeijos :**
    seu blog tá liindo

    Responder
  24. vone flor

    Muito boa atitude, eu fazia isso no meu tempo de “solterice” tipo bater perna no shopping sozinha, foi uma ótima experiência, pq hj se eu for com o namorado 15 minutos vendo vitrine ele chiiia que nem panela, mas ele me conheçe e sabe q qdo vou pro shopinng se não pra ir no cinema, vamos as compras… Já ouvi falr desse livro, pelo jeito ele tem um ponto positivo a mais, gosto desses livros ‘feministas’. E do filme fiquei curiosa, acho super merecedor o rapaz não merecia um fim tão trafigo..e as coisas só pioram por aqui. violência #fail

    Good Sunday
    Beijometwitta!

    =*

    Responder
  25. Dani Danczuk

    Eu já fui uma vez sozinha, pra assistir a Becky xD o maridon estava quase chorando porque não queria “pagar o mico de assistir um filme mulherzinha” (pra ele é isso o filme) e eu estava louca pra ir, então disse “Ok, eu vou mesmo assim, com ou sem você” xD era um filme que eu não perderia por nada e adorei fazer isso, foi bem legal apesar de sozinha, senti uma liberdade que fazia muito tempo que não sentia, mas eu chorei com o filme… hahaha

    Responder
  26. Bruna

    Adorei fe, amei o livro. Já anotei aqui, vou pedir pra minha mãe comprar tanto pra mim quando pra ela. rs hausaisjisu Nunca soube jjogar poker mas sempre tive vontade, é uma coisa que de elite haha.
    Sou nova mais adoro me arrumar e ir ao cinema sozinha, amo , amo. Sair de lá e ainda comprar algumas coisas. Essa semana mesmo eu fui. haha
    O filme saiu rápido, e a história é ótima.

    Responder
  27. Thais

    eie! eu ainda nunca vi nenhum filme sozinha no cinema, mas tou precisando de fazer isso. faço muitas coisas sozinhas, mas cinema foi algo que nunca me aventurei.
    estou querendo ver esse filme, me disseram que ele realmente é otimo!
    e não se preoucpe, eu tb AMO refri aguado, principalmente se for coca light hahah! zero nao! light!
    beijos

    Responder
  28. Nicas

    Tô precisando lembrar como é fazer coisas sozinha com classe. Gostei da empreitada e espero ter coragem de fazer isso logo. ^^

    O post me deixou curiosa pra ver o filme, confesso que não estava botando muita fé. E essa sessão das 15hrs do Cinemark me conquistou!

    Beijos

    Responder
  29. Taís

    hahahaha
    Ótimo post!!
    E tb acho q ir ao cinema sozinha é uma auto-afirmação de independência e q, mesmo q acomanhada fosse melhor, vc se sente bem por se achar auto-suficiente. Pelo menos nesse caso, pelo menos nesse dia.

    Bjos

    Responder
  30. Ana Carolina

    HAUAHUAHUA ! MUITO BOOM !
    Eu fui ver Sex and the City SOZINHAA ! Putz,foi muito bom. Também tinha uma visão meio cinza sobre ir ao cine sozinha. Mas depois que passei a ir, pelo menos uma vez no mes eu faço isso. É gostoso. Depois do SATC vieram muitos outros igualmente divertidos. Posso falar que foram e são experiencias enriquecedoras e que me mostram que as vezes um pouco de “my myself and I” é tudo que eu preciso!

    Beijos ! E continue indo sim ( mas espero que só quando vc queira, pq do contrario o morenão vai SIM estar do teu lado, hauhauhaua ). ;*

    p.s.: fiquei com mais vontade agora de ver o Jean Charles!

    Responder
  31. Hanny Meire

    Já fui muitas vezes sozinha ao cinema e não tenho problema algum com isso ! BJS, eu me divirto comigo mesma !

    Responder
  32. Annie

    Oi, Fê. :)

    Leio seu blog tem um tempão, achei ele no da Lia um belo dia quando lia os comentários dela… E achei muito interessante a forma que você lida com vários assuntos aleatórios. :D Isso me fez voltar aqui mais e mais vezes, e finalmente hoje me deu uma puta vontade de comentar.

    Bom, esse filme parece ser bom mesmo, pois sou fã de carteirinha de filmes nacionais. Não sei o motivo, mas eles sempre têm algo que me chama a atenção sempre (até mesmo os de comédia). Passei a ver sempre filmes nacionais depois da estréia de Olga (filme fascinante!) e vi que os diretores e atores/atrizes brasileiros têm sim MUITO potencial! :D Sempre tive uma nóia vendo a Gisele Bündchen (sei lá como escreve, haueha) atuando, nunca gostei da atuação dela… Anyway, o comentário tá grande demais e pode deixar que vou sempre dar um jeito de dar o meu recado aqui! ;)

    Beijão, e se cuida! Você é uma mulher e tanto, viu.

    Responder
  33. Fernanda

    Annie on 06/07/2009 at 1:13 am said:

    Oi, Fê. :)

    Leio seu blog tem um tempão, achei ele no da Lia um belo dia quando lia os comentários dela… E achei muito interessante a forma que você lida com vários assuntos aleatórios. :D Isso me fez voltar aqui mais e mais vezes, e finalmente hoje me deu uma puta vontade de comentar.

    Bom, esse filme parece ser bom mesmo, pois sou fã de carteirinha de filmes nacionais. Não sei o motivo, mas eles sempre têm algo que me chama a atenção sempre (até mesmo os de comédia). Passei a ver sempre filmes nacionais depois da estréia de Olga (filme fascinante!) e vi que os diretores e atores/atrizes brasileiros têm sim MUITO potencial! :D Sempre tive uma nóia vendo a Gisele Bündchen (sei lá como escreve, haueha) atuando, nunca gostei da atuação dela… Anyway, o comentário tá grande demais e pode deixar que vou sempre dar um jeito de dar o meu recado aqui! ;)

    Beijão, e se cuida! Você é uma mulher e tanto, viu.

    puxa, em primeiro lugar, que bom que finalmente te due vontade de comentar! hahaha :D Eu adoro os comentários aqui, mas tem bastante gente que aparece e não comenta. Pô, eu fico curiosa com quem tá “me lendo”, né? hahaha

    Sabe que eu sou exatamente ao contrário? Eu sei, é até idiota, já que estudo comunicação voltada pra produção audiovisual e tal, mas sempre fico com um pé atrás com relação aos nacionais. Mas, realmente, Jean Charles foi excelentemente bem produzido. Com certeza é um dos melhores que vi ultimamente! Acho que o que me irrita no cinema nacional é ficar falando de violência o tempo todo. É bom denunciar e escancarar pra sociedade? Claro que é! Mas isso os jornais já fazem todos os dias.. E, bem, ninguém sabe ao certo o quanto adiantam essas denúncias, não é mesmo?

    E, enfim, uma mulher e tanto? Puxa! Isso foi um elogio e tanto! hahaha :D

    Obrigada e volte sempre! (padaria style 8) )

    Responder
  34. Fernanda

    Ana Carolina on 05/07/2009 at 9:47 pm said:

    HAUAHUAHUA ! MUITO BOOM !
    Eu fui ver Sex and the City SOZINHAA ! Putz,foi muito bom. Também tinha uma visão meio cinza sobre ir ao cine sozinha. Mas depois que passei a ir, pelo menos uma vez no mes eu faço isso. É gostoso. Depois do SATC vieram muitos outros igualmente divertidos. Posso falar que foram e são experiencias enriquecedoras e que me mostram que as vezes um pouco de “my myself and I” é tudo que eu preciso!

    Beijos ! E continue indo sim ( mas espero que só quando vc queira, pq do contrario o morenão vai SIM estar do teu lado, hauhauhaua ). ;*

    p.s.: fiquei com mais vontade agora de ver o Jean Charles!

    HAHAHAHAHA
    Sim, se o morenão quiser ficar em casa embaixo do edredom, eu acho que vou pensar duas vezes antes de encarar a pipoca sozinha… 8)

    E vá ver Jean Charles, sim! Dos nacionais, é o que mais gostei nos últimos tempos!

    Responder
  35. Fernanda

    vone flor on 04/07/2009 at 10:34 pm said:

    Muito boa atitude, eu fazia isso no meu tempo de “solterice” tipo bater perna no shopping sozinha, foi uma ótima experiência, pq hj se eu for com o namorado 15 minutos vendo vitrine ele chiiia que nem panela, mas ele me conheçe e sabe q qdo vou pro shopinng se não pra ir no cinema, vamos as compras… Já ouvi falr desse livro, pelo jeito ele tem um ponto positivo a mais, gosto desses livros ‘feministas’. E do filme fiquei curiosa, acho super merecedor o rapaz não merecia um fim tão trafigo..e as coisas só pioram por aqui. violência #fail

    Good Sunday
    Beijometwitta!

    =*

    éé! bater perna eu sempre vou sozinha, é terapêutico e aeróbico ao mesmo tempo! :D Mas sei lá porque cargas d’água eu nunca tinha pegado a fila do cinema sozinha. Enfim, eu realmente irei mais! Já vou ficar de olho na sessão promocional da semana que vem – e nas outras, claro! Mas é que é super tentador pagar só míseros 2 reais no cinema… :B hehe

    Responder
  36. thaís

    Oi, Fê! Eu sempre leio seu blog. A primeira vez que te vi foi no programada da Gazeta, que eu esqueci o nome agora, com o Ronnie Von. Aí, eu passei a ler com frequência e tal. Hoje eu resolvi comnetar, primeiro pra te dar parabéns, porque eu NUNCA tive coragem de ir no cinema sozinha. Eu tenho problemas com essa coisa de estar sozinha. E segundo pra te perguntar uma coisa: como pode cinema por 2 reais + estacionamento de graça? Que shopping é esse? hahahahaha
    Beijos!

    Responder
  37. Fernanda

    thaís on 06/07/2009 at 11:53 am said:

    Oi, Fê! Eu sempre leio seu blog. A primeira vez que te vi foi no programada da Gazeta, que eu esqueci o nome agora, com o Ronnie Von. Aí, eu passei a ler com frequência e tal. Hoje eu resolvi comnetar, primeiro pra te dar parabéns, porque eu NUNCA tive coragem de ir no cinema sozinha. Eu tenho problemas com essa coisa de estar sozinha. E segundo pra te perguntar uma coisa: como pode cinema por 2 reais + estacionamento de graça? Que shopping é esse? hahahahaha
    Beijos!

    HAHAHA
    bem, obrigada pelos parabéns! E tô recomendando pra Deus e o mundo fazerem o mesmo! É muito libertador! 8)

    Mas então, o lance dos R$2,00 é uma promoção de qualquer cinemark, se não me engano. Todo dia tem uma sessão às 15h com um filme por R$4,00, e aí se tu tiver carteirinha de estudante, paga meia! :D

    E o shopping é o Central Plaza! Tem uma das maiores telas de São Paulo (até pouco tempo, era a maior, agora não sei!) e acho que o estacionamento só fica de graça porque tem wallmart e um Interlar junto! rs Senão já tinham enfiado a faca também…

    E você é do MOVE THAT JUKEBOX?? Sempre leio o blog de vocês, mas pelo feed! hahaha :B (já baixei várias coisas por causa de vocês também..)

    Responder
  38. thaís

    Ah, então! Eu sou colaboradora de lá do MTJ! Mas faz pouco tempo. Jura que você lê? Tô famosa!! hahahahaha.
    Vou dar dicas de coisas legais sempre, então!
    Ah, eu moro relativamente perto do Central Plaza! Vou lá! Brigada, Fê! Beijo! (me sinto meio estranha por te chamar de Fê sem te conhecer. mas andei lendo por aí que você não gosta que te chamem de fernanda. acho que foi no twitter que eu li. =S)

    Responder
  39. Fernanda

    thaís on 06/07/2009 at 1:44 pm said:

    Ah, então! Eu sou colaboradora de lá do MTJ! Mas faz pouco tempo. Jura que você lê? Tô famosa!! hahahahaha.
    Vou dar dicas de coisas legais sempre, então!
    Ah, eu moro relativamente perto do Central Plaza! Vou lá! Brigada, Fê! Beijo! (me sinto meio estranha por te chamar de Fê sem te conhecer. mas andei lendo por aí que você não gosta que te chamem de fernanda. acho que foi no twitter que eu li. =S)

    hahaha você mora perto de mim então, provavelmente!
    (é, foi no twitter.. ahsduiashd)

    bjão! :D

    Responder
  40. Emillie

    Pode parecer estranho ou até meio anti-social (juro que não sou!) eu AMO ver filmes sozinha. Esses dias mesmo vi “Apenas o Fim” filme brasileiro feito por alunos da PUC-RJ, aliás um dos melhores que assisti esse ano. Quero muito ver Jean Charles. Não sabia dessa promoção do cinemark ás 15h, mas não adiantaria por que trabalho a tarde #fail HAHA.

    Enfim, Parabéns pelo blog comecei a visitar esse ano (primeira vez que comento até!) e sempre passo por aqui quando tenho um tempinho!

    Responder
  41. Ju Mary

    cinema sozinha… já fui várias vezes!!! eu acho trnaquilo. duro mesmo é ir para barzinho sozinha! :/

    Responder

Deixe seu comentário