Um ano solteira.

ter

Por mais esdrúxulo que pareça, essa data merece comemoração. Nem que seja para eu me lembrar de que está sendo melhor assim, ok? Durante a TPM isso se faz necessário.

Essa vida de namorar começou cedo. Demais, até. E eu me espantava com a velocidade em que rapazes dispostos a um compromisso apareciam, tanto que fiquei mal acostumada. Esperar mais de um mês por um pedido oficial foi, durante muito tempo, sinônimo de enrolação pra mim. Isso até eu cair na real.

Eu despenquei na real quanto comecei a por na balança que… hum! Eu mereço muito mais do que caras dispostos. Percebi que eu fui escolhida e não escolhi. Taí. Ao menos o que eu NÃO quero (e um pouco do que eu quero) eu já sei. Logo, por que não abandonar essa postura passiva (hum!), esticar o dedinho e adotar uma tática mais uni-duni-tê (o sorvete colorê, o escolhido foi você!) ?

Eu fui em frente. Escolhi bem e posso dizer que topei com fiéis preenchedores daquela lista mental besta do “Homem Ideal” mais de uma vez. Ou seja? Ele existe, for God’s sake! Não é impossível, não estou pedindo demais, como muitos me disseram. O que basta agora é ser escolhida ao mesmo tempo, é lógico. Afinal, o que um não quer, dois não fazem – uma pitada de sabedoria.

Porque, veja bem. A fêmea escolhe o macho mais apto, mas ele jamais estaria ali à disposição se não a tivesse escolhido. Pelo cheiro, pelo cio, pelo interesse instintivo infalível. Ela o escolhe + ele quer = filhotinhos. O que eu quero dizer com isso? Quero dizer que não quero ter filhotinhos e que o “Homem Perfeito” não é impossível, só falta aquela ajudinha da natureza.  O ferormônio da irresistibilidade, da inevitabilidade, do “quero-você-agora-pra-sempre”, o cheiro que preencha os receptores certos para acelerar ambos os corações. Em todos os encontros.

Bem, se eu tivesse topado ser cozinhada em banho-maria (como diz o Isaías), eu até teria continuado empacada em escolhas antigas, em meses de saídas que poderiam ter rendido – ou não. O fato é que timing é tudo e até a escolha do melhor sorvete pode dar uma desanimada quando você espera para comê-lo e ele derrete. Afinal, derreter na boca de alguém é um tanto diferente de derreter na mão de algum engraçadinho (ou lerdinho) que se toque tarde demais. E, acredite: eles podem até não estar apaixonados, mas a vida sempre cuida de mostrar o que perderam. Assista Alfie, o sedutor (2004), com o Jude-Law-delicious.

Então, é isso: um ano de solteira e um ano de escolhas livres, em que o sorvete derrete se eu quiser. A busca continua? Sim, eu vivo melhor apaixonada. Qualquer um vive e, de minha parte, já descobri isso. Agora as buscas continuam com calma, às vezes com pressa feminina, mas sempre com um belo óculos escuros retrô para suportar esse sol “derretedor” e enxergar bem que sorvete vem pela frente. Isso porque eu prefiro muito mais um Häagen Dazs na sorveteria do que um genérico-Praia-Grande escorrendo na minha mão.

Com os genérico-Praia-Grande’s eu aprendi muito. Aprendi, agradeço e não cuspo no palito que eu chupei (ui!),  porque agora eu tenho a total certeza que meu negócio é Häagen Dazs na taça (de macadâmia, por favor. I crave about it!).

Comentários via Facebook

37 comentários

  1. Angélica

    fê, sempre que a gente se vê sem nenhum companheiro, a gente sente falta de um carinho… de alguém para abraçar, beijar… fungar no cangote e sentir o cheirinho que só aquela pessoa tem mas, isso é fase! já tive fase assim e, como você, também já tive oportunidades que, desperdicei mas, tudo isso só me levou até o rodrigo, homem que eu sempre desejei na minha vida, saber?! seu caminho foi traçado por você mesma, desperdiçando as oportunidades que ficaram para trás para que outras venham até você e que, quem sabe, se tornem eternas na sua vida! parece até loucura mas, algum dia você ainda vai pensar: “ainda bem que deixei passar aquela situação pois, encontrei algo melhor!”
    ;)

    Responder
  2. É tive uma vida parecida com a sua, mas meu aniversário é mais curto, apenas 2 meses, e não consigo me acostumar, muito tempo namorando e 2 meses sem qualquer tipo de relacionamento, nem simples beijos sem compromisso… É muito estranho

    Responder
  3. Vy

    Concordo em genero, número e grau! Quem espera sempre alcança ^_^ Boa sorte, que seu Haagen Dasz apareça numa bela taça (ai que fome, que deu!).

    Bjos

    Responder
  4. Carol Kitty

    Post profundo hein Fê? Mas você disse tudo. E eu tô com um sorvete na minha mão que eu não consigo fazer ele “derreter” de uma-vez-por-todas =/

    Beijos ;*

    Responder
  5. Tuia

    fez uma analogia perfeita! Me identifiquei muito com o texto porque estou passando pelo momento de ser a escolhida e não escolher…
    Acho que vou dar um tempo dos sorvetes praia grande e procurar futuramente um Häagen Dazs!

    Responder
  6. Sabrina Mix

    Ai, Fê!

    Sem querer vir com aquele papinho de “o que é seu tá guardado”, mas te desejando toda a sorte deste mundo.

    Beijos e sucesso!!!

    Responder
  7. Fê… adorei teu post gata. E acho que vc tá coberta de razão. Assisti Alfie e tbm adorei a forma como ele topa com a vida. 1 ano solteira e que venham mais, sinceramente. Tu é muito novinha pra querer algo sério logo. A não ser que vc tire a sorte grande brevemente. Mas curta, divirta-se e delicie-se com os sabores dos seus sorvetes, rs… E eu que já festejei 7 anos solteira? E pra te dizer a verdade, não tô com a mínima pressa! Ser free é muito bom!

    Responder
  8. Mariana

    Não acho que você escolhe demais, acho apenas que está procurando a pessoa ideal, eu também estou, e tenho fé que encontrarei! =P Na verdade não sei bem se estou procurando, até porque não meço esforços pra encontrar alguém, mas estou livre, leve e solta pra me apaixonar por esse “alguém ideal” que pode aparecer, acredito mesmo é que as coisas acontecem e as pessoas aparecem quando menos esperamos. :)
    Pessoas perfeitas não existem, isso é fato! Mas se tornam perfeitas aos nossos olhos quando estamos apaixonados… Quando me apaixonar quero sentir isso, sentir que essa é a pessoa perfeita! :)

    Beijos, adorei seu blog!

    Responder
  9. Pami

    Acho que além disso tudo, antes só do que mal acompanhada né?

    Esse negócio de escolher é engraçado. Escolhi tanto e nunca conseguia, que acabei sendo escolhida. E sabe o melhor disso? Foi muito melhor assim.

    Posso trocar meu pedido por um StrawberryCheseCake? rs

    Beijos gatona

    Responder
  10. Dani Danczuk

    Ficar solteira tem muitas vantagens boas.
    As vezes dá saudades! rs
    Beijosss

    Responder
  11. Léo

    “O ferormônio da irresistibilidade, da inevitabilidade, do “quero-você-agora-pra-sempre”, o cheiro que preencha os receptores certos para acelerar ambos os corações.”

    Isso cega e acaba deixando os atributos que você tanta preza em uma pessoa em 2º e 3º planos.

    Escolher demais também acaba fazendo com que se fique bastante tempo sozinho e se acostumando a ser sozinho a gostar de ser sozinho e não precisar de ninguém ao lado para sorrir, mesmo tendo lá no fundo aquele luz gritando que você precisa de alguém para partilhar o sorriso.

    As pessoas certas vão passando e você no seu pufe se sente acomodado demais para prestar atenção nelas, com o tempo vai lembrando das qualidades que jogavam na sua cara e começa a batalha mental por ter deixado passar pessoas que poderiam ser extremamente importantes em nossa vida.

    Beijooo

    Responder
  12. Fernanda

    Léo on 30/10/2008 at 9:36 am said:

    “O ferormônio da irresistibilidade, da inevitabilidade, do “quero-você-agora-pra-sempre”, o cheiro que preencha os receptores certos para acelerar ambos os corações.”

    Isso cega e acaba deixando os atributos que você tanta preza em uma pessoa em 2º e 3º planos.

    Escolher demais também acaba fazendo com que se fique bastante tempo sozinho e se acostumando a ser sozinho a gostar de ser sozinho e não precisar de ninguém ao lado para sorrir, mesmo tendo lá no fundo aquele luz gritando que você precisa de alguém para partilhar o sorriso.

    As pessoas certas vão passando e você no seu pufe se sente acomodado demais para prestar atenção nelas, com o tempo vai lembrando das qualidades que jogavam na sua cara e começa a batalha mental por ter deixado passar pessoas que poderiam ser extremamente importantes em nossa vida.

    Beijooo

    concordo que isso cega, mas também acho que sem o físico, sem a química, a relação está fadada ao fracasso. É muito bonito pensar que podemos basear uma relação apenas no psicológico, em qualidades perfeitas, em virtudes. Esse tipo de relação costuma ir muito bem, e eu inclusive já vivi isso, mas o fato é que depois de um tempo elas tendem a esfriar, já que nunca foram tão quentes assim.

    Eu realmente sei o quanto é difícil encontrar alguém que preencha atributos racionais e irracionais e também sei que posso perder pelo caminho. Mas, nesse ponto, posso me gabar de ser jovem e de ter um tempo pra perder. Prefiro me machucar pelo que quero de verdade do que namorar por namorar. Já fiz isso, já sei como é e pode machucar tanto quanto se envolver em relacionamentos rápidos. Então por que testar de novo?

    Quanto a pessoas certas… Vou te dizer! Conheci muita gente nesse “ano” e apesar de vários preencherem a lista de atributos, a maioria não era “certo”. Nenhum deles me quis “pra-sempre”, tanto os “mais jovens” quanto os “mais velhos”. Um relacionamento não se faz só de um lado.

    Eu escolhi, mas não fui escolhida. Eu entendo sua visão e também posso dizer que conheci pessoas importantes nesse “ano”, pessoas que, de alguma forma, me ensinaram coisas que vão me deixar pronta para quando a pessoa “certa” surgir.

    E se acostumar a ser sozinho? Não sei. Sofro muito quando não estou apaixonada, sinto falta de ter alguém para pensar, para me motivar. Eu prefiro estar acompanhada e sei disso. Talvez você tenha perdido essa parte do texto: “A busca continua? Sim, eu vivo melhor apaixonada. Qualquer um vive e, de minha parte, já descobri isso.”.

    Só não sei o quanto é válido acreditar que tudo pode acontecer, mesmo com quem não seja uma pessoa obviamente certa. Ficar “meio-presa” pensando em algo mais que não irá existir é muito mais massacrante do que ficar sozinha no sábado à noite. Acredite.

    Responder
  13. Felipe Gomes

    Falando em um ano de solteira, dá uma passadinha no nosso novo blog, Fernanda. http://www.diariodesolteiro.com.br – Tenho certeza que tu vai adorar, assim como seus leitores.

    Estamos de olho em você para blogar, inclusive.
    O assunto está em pauta! :)

    Um beijo e até mais,
    Felipe Gomes. (@felipegomes)

    Responder
  14. Fernanda N

    oii fê!!
    eu concordo plenamente que tu fez certo em ter ficado este um ano solteira, pq nao adianta estar com alguem só por estar e saber que aquele não é “pra-sempre”… o negócio é ficar ligada em tudo e em todos e deixar acontecer… ateh pq nao se encontra o “homem ideal” qnd se está à procura; ele vai aparecer sem mais nem menos e quando vc perceber, as coisas jah vao estar diferentes..

    o pior foi eu que precisei terminei um namoro, namorar outra pessoa (achando que ela sim era a certa pra mim!) pra dps entender que eu devia mesmo é estar com a primeira… qnd caiu a ficha, eu nao tive duvidas do que fazer… terminei com um e voltei com o outro! e pronto!!

    a vida as vzs reserva umas coisas estranhas pra gente, mas certamente esse tempo que ela nos deixa em “stand by”, alguma razão tem…

    espero que vc encontre um mocinho lindo o qnt antes e que q vc viva bem, pq com certeza, viver apaixonado é muito melhor…

    beijocas!!

    Responder
  15. Talita

    Tbm estou a pouco mais de um ano solteira e comemoro isso com muito orgulho tbm, assim como vc disse namorar só pra dizer que está namorando é mto facil, dificil mesmo é encontrar o “homem ideal” que cada uma idealiza.
    Meu ultimo namoro eu acreditava mesmo que era “pra sempre” mais acabou, melhor eu acabei por não aceitar o que a maioria aceita só pra dizer que está namorando, que são brigas cretinas e atitudes que eu detesto.. e olha que eu iria noivar =O hauiahiahai..

    claro que estou a procura do meu “homem ideal” mais enquanto não encontra-lo, vou sair pra me divertir com minhas amigas.

    Adoreii o post.

    Beijos @talita_pereira

    Responder
  16. Léo

    Fernanda:

    Adorei seu comentário, mas ainda tenho medo de me machucar sim e de machucar também, durante quatro anos vivi uma relação de amor e ódio completamente doentia, não chegou a ser namoro pelo fato da mãe da moça não me aceitar de jeito nenhum e quando eu me vi leve o bastante para dar um basta naquilo, prometi me dar um tempo e aprendi sim a ser sozinho com meus amigos.

    Mas esse tempo ja ta um pouquinho estourado e quando ali no quarto escuro ou até em um lugar cheio de gente sempre me faz falta alguém pra ficar abraçado para proteger e se sentir protegido.

    Já teve depois disso tudo também uma pessoa me dizendo olhando nos meus olhos que me amava e faria tudo para me ter e com esse meu jeito acabei perdendo uma pessoa que eu nem podia devolver o amor mas até que gostava bastante dela, talvez perdi a chance de saber que amava por não arriscar, mas foi por causa do choque do relacionamento confuso anterior.

    E quanto para sempre, eu acredito sim e já vivi um amor para sempre, só que ele terminou e depois do termino que descobrir o porque de se amar para sempre, as lembranças são de amor isso eu não esqueço, os muros pulados para se ver, os esconderijos só para ficar abraçados pois ninguém podia nos ver juntos, as lembranças disso tudo são tem uma tenuidade tão grande que eu considero para sempre.

    Mas deixar de sonhar com alguém nunca, jamais, o amor é o que me move. Só dei um tempo, para os amigos, a solidão a dois está legal, mas a solidão social ainda está no banco de reserva.

    beijooo

    Responder
  17. little bia

    Sim, também, esotu a mais d eum ano solteira.
    mas naum, não aprendi nada com isso.Só que não confio mais no amor que você se tornar dependente da pessoa, num amor quase doentio.
    Agora só acredito em lanchinhos e lanchões.Não acredito no pra sempre.
    Não tneho mais ilusões.Isso pode ser real e maduro, mas num mundo tão real como o nosso, de tragédias e coisas chatas, é melhor viver no mundo da lua que enfrentar a realidade, não é?

    Responder
  18. Nicolle

    Estava conversando com um amigo sobre relacionamentos quando disse uma frase praticamente igual a essa que você escreveu ‘percebi que eu fui escolhida e não escolhi’. Logo em seguida ele disse que com isso tinha lembrado desse teu texto e me enviou o link.
    Ok. Fiquei bastante surpresa com o fato de, pela primeira vez, alguém ter se sentido tão insatisfeita quanto eu por ter a oportunidade de estar com caras tidos como perfeitos. Afinal, quem disse que a gente quer a perfeição? Gosto de cara que abra a porta do carro e sempre enfatize que me acha a melhor. Mas desde quando isso virou motivo pra gostar de alguém? Mas espera, gostar de alguém é, por acaso, fundamentado em algum motivo mesmo?

    Enfim, vim aqui pra dividir uma experiência contigo. Larguei mão do ‘cara pra casar’ pra me dar a chance de ficar com aquele que ficava na minha cabeça sem me deixar dormir. Morrendo de medo porque, se não desse certo, seria a primeira vez em que eu perderia de fato alguma coisa.
    A gente se obriga a gostar de alguém, por achar ‘ah, ele é tão bonzinho, ele merece’. Mas e nós mesmas, merecemos fazer tanto esforço e transformar o gostar em um sentimento consiente e nada espontâneo.

    Ok, estou indo para o 5 mês da mais plena e sincera felicidade. Escutei que era louca, que não daria certo e abri mão de muita coisa. Nada chega aos pés da sensação que é colocar a cabeça no travasseiro e continuar pensando na mesma pessoa, sem obrigação, apenas por não saber como desgostar.

    Vai fundo.
    Um beijo :*

    Responder
  19. Michelle

    Muito bom seu texto… E quem nunca teve um genérico-Praia-Grande né?

    Mas esses nos ensinam a errar menos em um próximo relacionamento! :)

    Beijos!

    Seu blog é lindo!

    Responder
  20. Fernanda

    Michelle on 30/10/2008 at 9:03 pm said:

    Muito bom seu texto… E quem nunca teve um genérico-Praia-Grande né?

    Mas esses nos ensinam a errar menos em um próximo relacionamento! :)

    Beijos!

    Seu blog é lindo!

    obrigada, moça!
    E, bom, acho que os “genéricos” existem na vida de qualquer uma, assim como existem “genéricas” pra eles. Só muda de pessoa pra pessoa, néam? hehe
    beijos!

    Responder
  21. Fernanda

    little bia on 30/10/2008 at 1:37 pm said:

    Sim, também, esotu a mais d eum ano solteira.
    mas naum, não aprendi nada com isso.Só que não confio mais no amor que você se tornar dependente da pessoa, num amor quase doentio.
    Agora só acredito em lanchinhos e lanchões.Não acredito no pra sempre.
    Não tneho mais ilusões.Isso pode ser real e maduro, mas num mundo tão real como o nosso, de tragédias e coisas chatas, é melhor viver no mundo da lua que enfrentar a realidade, não é?

    viver sozinha já é tão difícil que sofrer pensando que nada vai dar certo com ninguém realmente não ajuda. Melhor abstrair..

    Responder
  22. Fernanda

    Nicolle on 30/10/2008 at 8:26 pm said:

    Estava conversando com um amigo sobre relacionamentos quando disse uma frase praticamente igual a essa que você escreveu ‘percebi que eu fui escolhida e não escolhi’. Logo em seguida ele disse que com isso tinha lembrado desse teu texto e me enviou o link.
    Ok. Fiquei bastante surpresa com o fato de, pela primeira vez, alguém ter se sentido tão insatisfeita quanto eu por ter a oportunidade de estar com caras tidos como perfeitos. Afinal, quem disse que a gente quer a perfeição? Gosto de cara que abra a porta do carro e sempre enfatize que me acha a melhor. Mas desde quando isso virou motivo pra gostar de alguém? Mas espera, gostar de alguém é, por acaso, fundamentado em algum motivo mesmo?

    Enfim, vim aqui pra dividir uma experiência contigo. Larguei mão do ‘cara pra casar’ pra me dar a chance de ficar com aquele que ficava na minha cabeça sem me deixar dormir. Morrendo de medo porque, se não desse certo, seria a primeira vez em que eu perderia de fato alguma coisa.
    A gente se obriga a gostar de alguém, por achar ‘ah, ele é tão bonzinho, ele merece’. Mas e nós mesmas, merecemos fazer tanto esforço e transformar o gostar em um sentimento consiente e nada espontâneo.

    Ok, estou indo para o 5 mês da mais plena e sincera felicidade. Escutei que era louca, que não daria certo e abri mão de muita coisa. Nada chega aos pés da sensação que é colocar a cabeça no travasseiro e continuar pensando na mesma pessoa, sem obrigação, apenas por não saber como desgostar.

    Vai fundo.
    Um beijo :*

    nada posso dizer além de “está certíssima”.
    Seja feliz, menina! <3

    Responder
  23. Thay Lima

    Sou solteira ja ha alguns anos e adoooro!!!
    É melhor ficar solteira feliz do que ser uma comprometida por acomodismo.

    E quando o meu principe chegar, sera muito bem vindo ;)

    Responder
  24. Vivi

    Não acredito! Escrevi um comentário enorme, e apertei a tecla “voltar” sem querer! ¬¬

    Então. O que eu disse foi:

    Aproveite muito enquanto é solteira, aliás, parabéns pelo 1 ano de solteira! Até você encontrar o cara perfeito, você tem que se amar muito pra nunca sofrer por ninguém – afinal, tem que tentar bastante pra achar aquele que te completa (ou não).

    Eu também era exigente, e também fazia burrada às vezes. Mas há 2 anos e 9 meses eu estava exigente, foi quando meu namorado (na época apenas um conhecido) quis sair comigo, e mostrava que não estava para brincadeira. Eu estava exigente, como eu disse, enrolei ele por 1 mês!
    E ele esperou… Então eu acho que se o cara quiser de verdade, ele vai ter paciência, e pra provar isso é bom enrolar ele um pouco. Após essa enrolação toda, a gente ‘ficou’ por 1 mês, até ele oficializar com o pedido. Esse 1 mês é um ‘test-drive’. Enfim, acho que deu certo.. afinal, 2 anos e lá-vai-cassetada!

    Outra coisa, não existe o homem perfeito… Meu namorado tem seus erros. Mas são erros que assim, não vivo sem! Se ele fosse perfeito – sem erros – não teria tanta graça. Aliás, o cara perfeito é aquele que não precisa ser perfeito para o mundo, mas sim para você.

    Boa sorte na busca, e na solteirice! Chupe bastante sorvete Häagen Dasz! Mas cuidado, que um genérico-praia-grande pode disfarçar bem que tem um sabor todo especial…

    Bjão!

    Responder
  25. Nossa aproveita mesmo enqto está solteira, eu queria aguentar mais, mas sou muito carentona e quero alguém 24h comigo e perto de mim, por isso vivo sempre trocando de namorado. Tento escolher, mas acho que acabo sendo escolhida, não sei… Parabéns pelo “aniversário” haha… Aproveita e experimenta bastante sorvete enqto não acha a taça de Häagen Dazs!! bjo sucesso fe…

    Responder
  26. Nary

    Posso pedir meu Hagen Daas de Tiramisu?!
    hehehehhehe

    aproveite a solteirice!

    Responder
  27. Angélica

    fêêê, vim aqui para te dizer que o destaque de novembro no blogueria ficou com o fake-doll ^.^
    ahaza, flor!

    Responder
  28. Nicas

    Nunca tinha namorado até o começo do ano passado, depois que terminamos conheci outro cara que durou um tempo e depois desse meu namorado de verdade (e atual). Só hoje percebo o quanto eu me acostumei com os mimos, ligações, mensagens, mimos para o blog (é, rolou até livro de php, coisa fofa). Fui tão mimada que hoje se o namorado faz qualquer coisinha diferente do começo do namoro eu já emburro. Bad Nicas, bad!

    Mas acho que o maior desafio quando alguém entra na listinha de ‘homens perfeitos’ é saber se valorizar acima de tudo, por mais que se tenha confiança. Ter uma amor próprio e cuidado com você mesma.

    Meu tio (trocamos grandes conselhos sentimentais) que diz “Nicas, cuida de vocês que o resto vem de bônus! Você atrai os outrs quando está bem”.

    Sei lá. É isso.

    Beijos, Fê!

    Responder
  29. Dafne

    Tudo tem dois lados e cada lado tem sua parte boa! E acho que de repente se vc for escolhida sem ter a chance de escolher pode descobrir que fez uma boa escolha… =p

    Beijos Grandes!

    Responder
  30. Isadude

    Olaa, td bom?

    Bom, eu nunca tive um namorado então não tem como eu saber o que é ruim ou o que é bom mas sei la, eu gostaria de ter algum amigo mais que amigo pra conversar…

    beeijos

    Responder
  31. Karen

    Nunca tinha entrado aqui, mas gostei, e agora vou visitar ^^
    Então… Tipo assim, eu acho que é legal essa coisa de vc comemorar um ano solteira :D e não pensa pelos Praia-Grandes que vc perdeu, e pelo quanto vc pode aproveitar solteira: balada sem marcação, ficadas sem nada sério, besteiras faladas, nada de coraçõezinhos no nick… Eu gosto dessa parte :D

    Responder
  32. Selly Bohnke

    Puxa… eu namoro mas vou ser sincera!!
    Ficar solteira e curtir a si mesma é a melhor fase que tem..
    Não há nada no mundo melhor do que a sensação de ar livre, sem dever nada a ninguém e o melhor…

    Não ter que dá satisfação e nem se preocupar com a conciência e nem magoar niguém…

    Costumo dizer que a fase solteira é a fase de compromisso consigo mesma para evolução !!

    CURTA A FASE…

    Mil beijos e até mais!!

    Responder
  33. Thy

    ah sei lá, tem dias que fico tão irritando e pedindo pelo amor de deus um pouco de paz! nessa daria tudo pra ser solteira!!! agora tem dias que me sinto só e quero uma pessoa ao lado, o ser humando é um bicho estranho mesmo xD
    mais curta de montão sua vida de solteira, ”fases da vida”

    Responder
  34. Rafa

    Caaaara, nunca consegui ficar mais de 6 meses solteira! Desde os meus 14 anos oO
    E admito, que gostaria de ter ficado mais tempo solteira :/
    aiehaiuehaiuehaiuehaiueha

    beeijo!

    Responder
  35. Fernanda

    Rafa on 05/11/2008 at 1:43 pm said:

    Caaaara, nunca consegui ficar mais de 6 meses solteira! Desde os meus 14 anos oO
    E admito, que gostaria de ter ficado mais tempo solteira :/
    aiehaiuehaiuehaiuehaiueha

    beeijo!

    hahaha ai Rafa! eu era assim também, até que dei um basta. E, bom, adivinha? Agora vem dando aquela vontade de namorar e pretendente, cadê? hahaha Lei de Murphy! 8)

    Responder

Deixe seu comentário