Cantada nova: “oi, quer fazer o teste do sofá?”

qui

… Porque tem coisas e situações bizarras do mundo e da vida que só a autora desse blog pode viver. Ou não, ou talvez eu seja só uma exagerada. Mas, enfim, acompanhem o meu causo:

Saindo do trabalho, às 21h na Vila Olímpia. Apesar das ruazinhas ali terem alguns barzinhos, o episódio aconteceu ontem, terça-feira, que não é o dia favorito dos engravatados para happy hours. Logo, ruas vazias. E ruas vazias são sinônimo de Fernanda-andando-rápido. Então, estava eu andando rápido quando começo a ouvir passos atrás de mim. Naturalmente que fui olhar. Era um tiozão no melhor naipe “cinqüentão-malhado” do Abílio Diniz.

Não dou bola e continuo andando. De repente ele acelera o passo, me ultrapassa e fala rindo:

– Eu ando mais rápido que você!

Nisso, ele tropeça. Eu, simpática como mamãe mandou:

– Nossa, toma cuidado!

Ele começa a puxar papo, é óbvio.

– Você trabalha por aqui?
– Trabalho na rua de trás.
– Ah, eu tô vindo da academia, eu moro aqui perto e faço ali na Rebook Sports Club. Mas, nossa, lá tá sempre lotado, aí não dá pra ir de carro, melhor ir a pé mesmo.

E eu perguntei, fio?!  Ele continua…

– E você faz o que?
– Trabalho numa agência de publicidade.
– Eu tenho uma construtora aqui. Eu me chamo Roberto, posso saber seu nome?
– Ferr.. Nanda.
– Fernanda, prazer. Você gostaria de trabalhar no meu escritório? A gente tem o administrativo lá…

Pára tudo! Ele tá me chamando pra um teste do sofá no meio da rua?

– Se você tiver interesse, eu posso pegar seu telefone, a gente agenda. Ou você fica com o meu, tanto faz.
– Ah, é que eu trabalho com vídeo. Não tem muito a ver.

Duh! Se for pra ser ASPONE na Vila Olímpia, eu vou ser ASPONE na Móoca. Pelo menos é perto. hehe

– Bom, mas posso ficar com seu telefone assim mesmo?
– Ahn.. Na verdade.. Acho melhor.. Não.

Dei um sorrisinho. Ele aceitou bem e me deu  a mão, disse “prazer” e desejou boa noite. Adoro. Acho que tomei chá de sinceridade. Se fosse há um tempo atrás eu simplesmente daria meu telefone errado, só pra encurtar a conversa.

Depois disso, eu ainda enfrentei o metrô cheinho de casais. Não há nada pior que pegar o vagão cheio de gente fofa se beijando quando você passou por um dia pesado, estressante e quer um abraço, um beijo, um carinho, um… Vou parar. hehe

Comentários via Facebook

25 comentários

  1. Vy

    HAHAHA, jezuis, e eu que achava que já tinha levado cantada tosca na vida… Pelo menos os seus pretendentes são mais abonados, eu levo cantada bizonha em ponto d ônibus¬¬ HAHA!

    Bjos

    Responder
  2. Lidi

    típico Vila Olímpia, hehe. Abomino casais no metrô tb, hehe. Bjs

    Responder
  3. Rafa LaCerda

    Com o perdão da palavra, que belo FDP! Por que não convida para um café? uma guinness? uma night?

    “Você gostaria de trabalhar no meu escritório? A gente tem o administrativo lá…”

    Aff…

    Responder
  4. Ju Mary

    Ai, Fê, que medo!!!! hahahaha… E o tio achando que malhar na Reebok faz dele O PARTIDÃO!! hahahaha…

    Agora o que é um vagão cheio de pessoas fofas? Eu nunca peguei um metrô cheio de pessoas fofas, só de pessoas noj… deixa pra lá! :P

    Responder
  5. carla

    meu deeeeeeeeeeus! hahahahuahuah
    eu teria abandonado o 50ão já na hora que ele tropeçou…

    Responder
  6. carla

    ah fê, deixa eu contar essa vai…
    Um BELO dia eu tava andando, voltando do inglês pra casa (que é pertinho) quando um bonito tipo esse que te abordou, chegou em mim e disse:
    “Seu pé é muito bonito, sabia?”
    (Ps: Eu estava de sandália, normal, meu pé não tava tipo de havaianas, pelado…)
    Por mais que ele fosse cinquentão, e essa atitude o definisse como louco, ele não tinha cara de louco…
    Eu, claro, sem reação, retruquei:
    “Meu pé?????”
    Ele “É, eu adoro pés!”
    Eu “Ah tá, hehe”
    Ele “Eu sei fazer uma massagem muito boa no pé…”
    E continuou dizendo várias coisas sobre os pontos mágicos dos pés quando são tocados…
    Eu, ignorando ‘o moço’ fiquei feliz e sorridente pois havia acabado de chegar na frente do meu prédio. Então, virei e disse:
    “Então, vou entrar, boa noite”
    E ele ainda fez cara de bravo e saiu resmungando, me chamou de mal educada.

    Pode?!?

    Responder
  7. Cyn Cardoso

    Eu teria morrido de medo. Sério. Acho que nem teria olhado pra trás e ia ficar morrendo de medo. Você foi mais corajosa que eu.
    Cada uma, viu?

    Responder
  8. Lecticia

    Eu teria saido correndo no momento que ele tropeçou!

    Responder
  9. Yasmin

    Para tudo!
    Você também trabalha na V. Olímpia? :D
    Ah, trabalharei por aqui até dia 3/9. Hehehehe.

    Eu teria corrido o mais rápido possível! m-e-d-o!

    Esses senhores que dão em cima de moças/garotas não são muito legais. Será que eles não tem espelho em casa?

    Hm, pelo menos ele ainda foi (mais ou menos) educado. Diferente da maioria, ele não falou besteira nem te chamou de algo estranho.

    Aliás, sou uma dessas pessoas que fica abraçada no metrô dando beijo. Ok ok, parei! Hehehehe.

    Beijão pra ti.

    Responder
  10. Lore

    Sou uma valente-sem noção, ando muito ligada na rua, mas adoro olhar no olho das pessoas com que cruzo… cheguei a olhar prum ladrão e soltar um “comigo não” qd senti que ele ia me assaltar (e deu certo, putz)… mas numa dessas cantadas de tiozão e similares… a única reação que tenho é rir um riso “toma vergonha e segue seu rumo tio”!

    Responder
  11. Amanda

    Ahahahahaha, gente, como tem homem descarado na rua… noutro dia, minha irmã fez o sinal da cruz na porta da igreja e um cara disse “tá perdoada!”. WTF????? Ahahahah… beijo!!! =)

    Responder
  12. Angélica

    olha, fê, te admiro porque, se fosse eu, quando ele tivesse se aproximado de mim, eu teria no mínimo saído correndo!!! o.O

    Responder
  13. Carol Kitty

    Ha! Eu teria deixado o cara se estabacar e deixar a educação em casa com a mamãe. E com certeza ia rolar um cooper básico e correr mais rápido que o sujeito.
    Depois que eu terminei com meu gato descobri que enquanto a gente tava de rolo ele perguntou pra uma piri se ela queria passar no teste do sofá pra virar uma global! Me poupe néam?

    beijão ;*

    Responder
  14. Yoh

    Oi Fer!
    Blog novo depois de tantas ziquiziras na minha vida, achei que seria bom

    Nossa adoro ler essas suas situações bozarras, acho que isso só acontece com vc mesmo!
    E parabéns pela sinceridade, eu daria um jeito de me safar dessa, mas se bem que adoro um moço mais velho, então não sei.. xD

    Beijão;***

    Responder
  15. Gisela

    Oi, Fê. Adorei o blog! Sempre via links no JustLia, mas nunca tinha entrado. Virei fã! :) Bjão!

    Responder
  16. Fernanda N

    oiii fê! nossa, nem sabia q vc tava com este dominio!! adorei aqui… tá lindo seu blog!! ;D
    menina, q historia louca… desde qnd as pessoas saem oferecendo oportunidade de emprego na rua? ainda mais de noite qnd se está voltando da academia!! uhauahau! eu nao saberia dizer o q eu faria… tua saída foi muito boa!! o/
    eu, graças a deus, nunca mais precisei pegar metrô! pq pior do que pegar metrô de noite com milhoes de casais se beijando e abraçando eh pegar metrô lotado no horário de pico para ir pra faculdade, de pé com aquele fedor de gente e nenhuma mólecula de ar para respirar… ufa! esses dias ficaram para trás… ;D
    vou linkar vc no meu blog de novo, com url nova agora…
    BEIJOOOOO

    Responder
  17. Dafne

    HUAHuAHuHAUhUAhuHA…
    Até que foi criativo, hein?!
    Adorei… =)

    Responder
  18. Nathy

    ai fê, ai em sampa a coisa anda feia hein?
    vem pra porto que tu vai conhecer uns meninos mais queridos e o melhor, bonitos! :D
    saudades de acompanhar teu blog com mais tempo…mas conseguirei em breve!

    beijocas querida!

    Responder
  19. Ulisses Adirt

    Ver casais felizes sempre me deixa contente… acho lindo. :-)

    Responder
  20. fhyaqp

    wlmauwvtbouucsbhvzthabtmdgpwid

    Responder
  21. chinaman

    Hi
    I like your posts, It sets me thinking.

    Responder
  22. wow gold

    I play wow in 3 years and i know some wow gold,I love wow gold.

    Responder
  23. Roberto C

    Alguns artistas como Elba Ramalho, casada com Gaetano que é 24 anos mais novo, mantém um relacionamento duradouro. Carlos Alberto da “A Praça é Nossa” do SBT está bem casado com sua jovem esposa. A diferença de idade entre o homem e a mulher numa relação amorosa é um assunto polêmico. A psicóloga e psicoterapeuta, Dra. Olga Inês Tessari, explica por que é tão comum. ””O que importa neste tipo de relacionamento é a idade mental/emocional de cada pessoa, ou seja, a forma como as experiências de vida são encaradas e absorvidas por cada um. Existem pessoas que aos 40 anos, comportam-se como verdadeiros dolescentes, assim como há jovens de 20 anos que agem e pensam como adultos de mais de 40/50 anos. Portanto é comum pessoas de diferentes idades cronológicas se relacionarem.”” Portanto, há homens cinquentões que se comportam como jovens de 20 devido seu espírito jovem! Porém eu acho que os relacionamentos dependem da escolha de cada um! Há jovens que fazem a cantada sem noção, em qualquer lugar ou hora e acabam assustando, sendo às vezes até confundidos com marginais! Azarentos eles não?
    Fernanda, um abraço!

    Responder
  24. Fernanda

    Roberto C on 19/02/2009 at 8:23 pm said:

    Alguns artistas como Elba Ramalho, casada com Gaetano que é 24 anos mais novo, mantém um relacionamento duradouro. Carlos Alberto da “A Praça é Nossa” do SBT está bem casado com sua jovem esposa. A diferença de idade entre o homem e a mulher numa relação amorosa é um assunto polêmico. A psicóloga e psicoterapeuta, Dra. Olga Inês Tessari, explica por que é tão comum. ””O que importa neste tipo de relacionamento é a idade mental/emocional de cada pessoa, ou seja, a forma como as experiências de vida são encaradas e absorvidas por cada um. Existem pessoas que aos 40 anos, comportam-se como verdadeiros dolescentes, assim como há jovens de 20 anos que agem e pensam como adultos de mais de 40/50 anos. Portanto é comum pessoas de diferentes idades cronológicas se relacionarem.”” Portanto, há homens cinquentões que se comportam como jovens de 20 devido seu espírito jovem! Porém eu acho que os relacionamentos dependem da escolha de cada um! Há jovens que fazem a cantada sem noção, em qualquer lugar ou hora e acabam assustando, sendo às vezes até confundidos com marginais! Azarentos eles não?
    Fernanda, um abraço!

    Cantada sem noção não exige idade e, enfim, eu não estou aqui para criticar casais com idades bastante diferentes. Simplesmente contei o que aconteceu e, diferentemente de um relacionamento, me senti um “pedaço de carne” para um senhor que provavelmente fosse inclusive casado.

    Não é uma situação confortável e também não acho que ele tenha sido nada educado fazendo este tipo de abordagem na rua.

    Eu creio que quando há respeito e amor, vale tudo! Exatamente como você comentou. Só acho que os homens mais velhos têm que ter um pouquinho mais de tato ao ‘chegar” numa garota jovem.

    A maioria de nós não prefere necessariamente “homens mais velhos”, e aí o que poderia ser apenas uma cantada “sem noção”, se torna nojento, pelo simples fato do cara poder ser seu avô! rs

    Aí não dá, né? Concorda? hahaha 8)
    beijo!

    Responder
  25. Emilia Vaz

    Bacana…rsrs,de repente me vi imaginando se ele realmente não gostou de você a ponto de querer que fizesse parte do dia a dia n trabalho dele com um ótimo salário hein?Para tudo como disse a menina mais acima!…rsrs.Estou viajando,mente de quem escreve é muito estranha,segue várias idéias e inventa cada uma.
    Muito bacana teu cantinho.
    Estou no seu rastro.
    Beijao moça bonita e tome sempre cuidado.O mundo aí fora não anda fácil mesmo.

    Responder

Deixe seu comentário