Uma pequena satisfação…

qui

… De porque estou sem postar e, mais ainda, de porque vou demorar pra postar de novo e para aparecer nos blogs de vocês.

Meu gato, Apolo, sim, esse que vocês vêem há 2 posts atrás, morreu.
Ele não estava doente: foi algo totalmente inesperado. Quem leu o post sabe como eu devo estar me sentindo e eu não quero ficar me prolongando pois não estou num lugar que me permitar sentir “fortes emoções”. Resumindo? Ele era praticamente meu filhinho, minha companhia, quem não me deixava ficar sozinha nunca. Era inteligente, brincalhão, esperto e teimoso – teimoso o suficiente para se aventurar nas janelas do apartamento, mesmo quando elas estão com só uma frestinha aberta … =/

O silêncio da minha casa nunca foi tão insuportável.

Além de ter chorado (e continuar chorando), parei pra pensar na vida e em como eu preciso estar mais perto das pessoas que amo. E é isso. Vou pensar e chorar tudo que for necessário. Até.

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário